21 abril 2015

Resenha: Como ser um Pirata


Autora: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 224
Ano: 2010
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: Soluço Spantosicus Strondus III foi o mais temido herói já visto em todo o território viking. Ele era bravo, impetuoso e muitíssimo inteligente. Mas até mesmo os grandes heróis podem ter dificuldades no começo.
Nessa aventura eletrizante Soluço conta mais do início de sua história – quando ele ainda tinha muito o que aprender sobre como usar uma espada, sobreviver a naufrágios, escapar de dragões homicidas e desvendar os mistérios de um tesouro pirata muito bem escondido.
Aventura, ação, muito humor e ilustrações divertidíssimas: essa é a receita do sucesso da série de livros escrita e ilustrada pela inglesa Cressida Cowell.

Nesse segundo livro da série encontramos mais uma aventura do jovem Soluço e seu pequeno dragão Banguela.
Na aventura que vamos embarcar: os vikings entram em uma jornada para encontrar o tesouro do pirata Barbadura, o Terrível e enquanto isso, os jovens vikings tentam aprender a serem bons piratas, líderes e a agir como verdadeiros Vikings, mas como Soluço não é igual aos outros garotos acaba sempre sendo humilhado e visto como um estorvo para a sua tribo. 

Para ser um grande líder o pequeno Soluço tem que mostrar seu valor e como os vikings ainda não conseguem confiar nas habilidades dele de falar com dragões e conseguir usar a razão ao invés da emoção, ele acaba ficando deslocado e sem quase nenhum apoio moral dos membros da tribo. Para mostrar seu valor ele se dispõe a procurar e encontrar o tesouro do pirata Barbadura, mas isso não será uma tarefa fácil.
Apenas o verdadeiro herdeiro e futuro chefe da tribo será capaz de encontrar! Será que Soluço é capaz disso?

Esse livro é engraçado e cheio de ilustrações, e acima de tudo trata sobre a ganância e como as pessoas mudam quando algo valioso está envolvido.
Sem contar que o Soluço acaba descobrindo uma ótima habilidade que vai trazer benefícios no futuro, pois ninguém imaginaria que ele poderia ser capaz disso...

Para quem não sabe eu li os livros fora de ordem porque nunca achava alguns para comprar. Então fui adquirindo aos poucos e como a curiosidade era grande, acabei lendo fora da ordem mesmo. 
Lembrando que você pode ler assim, não afeta em praticamente nada a ordem de leitura, mas uma coisa ou outra você só saberá se ler na ordem e pode ficar confuso com alguns personagens. Então sugiro que leiam seguindo a série.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!