23 setembro 2017

Resenha: Deusa da Primavera - Goddess


Autora: P.C. Cast
Editora: Novo Século
Número de Páginas: 424
Ano: 2004
Avaliação: ☆☆☆

Sinopse: A padaria de Lina em Tulsa não está dando lucro – e ela precisa de um plano para salvar o negócio. Ao se deparar com um livro de receitas de uma deusa italiana, Lina acredita ter encontrado a resposta de que necessita – mesmo que isso signifique convocar uma deusa antiga... Em pouco tempo, Lina encontra-se face a face com a deusa Deméter, que propõe a ela trocar de lugar com Perséfone, a Deusa da Primavera, a qual irá dar vida nova à padaria. Por sua vez, Lina, incorporando a adorável Perséfone, deverá conduzir Primavera a um mundo de espíritos. Mas quando o atraente e soturno Hades desperta uma chama em seu coração, Lina não sabe se o sombrio Senhor do submundo é seu pior pesadelo – ou o homem dos seus sonhos.
Continuando a resenha da série Goddess da autora P.C Cast, apresentamos oito histórias sobre mulheres que encontraram suas Deusas interiores. Em Deusa Da Primavera, a autora nos leva para os confins do submundo mitológico com a nossa lenda favorita, o amor de Hades por Perséfone. 

Eu serei suspeita para falar sobre esse livro, pois de toda a saga, este sem duvida é meu favorito. Diferente do primeiro, Deusa do Mar, nós entramos de cabeça na história de Lina e Hades. Talvez seja pela familiaridade que possuímos com o conto da mitologia ou pela forma romântica pela qual somos apresentadas. Na história "original", Perséfone é sequestrada por Hades enquanto brinca pelos prados como uma ninfa da natureza. P.C. Cast transformou essa lenda em uma história romântica, sensual e viciante. 

Lina é uma padeira de meia idade, que se sente perdida por estar vendo seu negócio afundar, mas por um engano, ao realizar o ritual para Deméter, ela acaba firmando um contrato com a Deusa, na intenção de ensinar a fútil Perséfone as responsabilidades da vida, assumindo o negócio de Lina, por assim, elas trocam de lugar dando a Lina a missão de ser uma Deusa. No entanto, o que Deméter não contava é que, no meio do caminho Lina se apaixonaria pelo grande Deus do Submundo em sua batcaverna revestida de metais preciosos. Uma das mensagens mais marcantes do livro é o amor-próprio. Ao assumir o corpo de Perséfone, Lina começa a buscar e a entender sua própria sensualidade. Sua compreensão de que ela é por si só, uma Deusa. Quando suas ações transmitem sua personalidade forte e destemida, a personagem cresce e aprende, o que nos faz crescer e aprender com ela. 

Hades por outro lado, é a maior surpresa. A autora conseguiu criar um modelo masculino romântico que raramente se encontra na literatura moderna. Ele é forte, corajoso, Deus, Rei, mas também é um homem com necessidades físicas e emocionais, ele não tem medo de expor seus sentimentos e o mais importante, disposto sempre a aprender sobre essa nova Perséfone que chegou em sua vida. Ele é faminto pela mente dela, o corpo se torna um complemento, mas a inteligência de Lina habitando o corpo da jovem Deusa é o principal atrativo para esse Deus sexy. Não darei spoilers, mas o final do livro nos deixa completamente apaixonadas por Hades.

As cenas românticas são sensuais e profundas, uma bela representação de amor dentro do ato sexual que é capaz de tirar seu fôlego. Os personagens coadjuvantes, incluindo a própria Deméter são retratados com justiça dentro da mitologia grega e ficção. Acho que aqui, o mais importante é que quando terminamos essa história, nos sentimos realizadas. Acredito que a intenção da autora está presente em todos os livros desta série. O ideal feminino. Uma lição de que dentro de nós habita uma Deusa, faminta por ar puro. Todas nós somos capazes de grandes feitos, o que precisamos é da coragem que existe dentro de nós. P.C.Cast escreve o poder da mulher com tremenda maestria e quando mal se percebe, lá está você, se olhando no espelho, exalando determinação e amor. 

Deusa Da Primavera carrega uma incrível lição que vale a pena ser compartilhada. Amor próprio também se conquista.

8 comentários

  1. *¬* babei horrores sobre o hades, agora quero muito pra mim kkkkk brincadeira a parte, vou tentar ler essa série em breve.

    ResponderExcluir
  2. Alice!
    Já gostei de ver que tudo é baseado na mitologia, que sempre me agrada nos enredos.
    E ver que o Deus Rei tem necessitados físicas como um humano, aproxima mais o leitor.
    Sem contar que tem trechos de sexo, adoro livros hots bem escritos.
    Vou pesquisar mais sobre a série para ler.
    Desejo um final de semana maravilhoso!!
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  3. Olá, ao contrário do livro anterior da série, Deusa da Primavera aparenta ser fluido e bem construído, sem contar que a caracterização das personagens está bem feita e convence o leitor. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Por não conhecer absolutamente de nenhuma mitologia, acho que esses livros seriam ótimos para eu me informar mais, por cada livro se tratar de uma mitologia ou um conto diferente, deve ser bem divertido ver como a autora colocou tudo no nosso mundo, espero poder ter a oportunidade de ler esses livros.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Amei esse mix de girl power com mitologia grega e um toque de culinária pra temperar rsrsrs. Sou suspeita pois adoro tudo relacionado a mitologia grega e esse livro com certeza já ganhou prioridade na minha lista de leitura. Achei bem inovadora essa representação romântica do Hades pois sempre o vemos como o ogro da história. Bejos

    ResponderExcluir
  6. Olá! Tudo bem?
    Diferente do primeiro esse livro aparenta ser bem mais cativante e interessante de se ler.
    Amo quando as mulheres são fortes e sempre mostram como elas tem poder! #GirlPower
    Amei a premissa, a resenha e já quero ler essa série.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi amiga,

    Eu tenho alguns dos livros desta série, mas nunca li nenhum, comprei justamente por ter adorado demais House of Night, fiquei encantada com a sua resenha, acho que não teria problema se eu começasse a ler por este livro né?!

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!