novembro 16, 2018

Resenha: Como Treinar o seu Viking


Autora: Cressida Cowell
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 88
Ano: 2012
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: Banguela era um Dragão Comum sem nada de especial que pertencia ao verdadeiramente extraordinário viking Soluço Spantosicus Strondus III. Mas nem sempre foi assim. Houve um tempo em que Soluço achava difícil ser um herói, e Banguela achava ainda mais difícil ser o dragão de um herói. Afinal, ser desobediente e atrevido não é tão fácil quanto parece.
Em Como treinar o seu viking, a nova aventura da série Como treinar o seu dragão, Banguela conta uma história da época em que Soluço era apenas um menino - e parecia bastante improvável que, no fim das contas, ele se tornasse o grande Chefe dos Hooligans Cabeludos. Soluço e o amigo Perna-de-peixe, com a ajuda de seus respectivos dragões, Banguela e Vaca Aterrorizante, precisam enfrentar um grande desafio do Programa de Treinamento de Piratas: vencer seus arquirrivais Malvado Melequento, Bafoca de Maluquício e a dragoa Lagarta de Fogo na Competição de Caça. Organizada pelo treinador Bocão Bonarroto, a prova de pesca noturna reserva aos participantes todos os perigos escondidos nas profundezas do mar e, aos perdedores, três semanas apavorantes limpando o banheiro dos dragões da tribo.

Nesse livro da série Como Treinar o seu Dragão, encontraremos uma história sendo narrada por ninguém menos que Banguela, o dragão de Soluço.
Banguela está narrando uma pequena aventura que aconteceu quando ele era apenas um dragãozinho jovem, comilão e muito manhoso. Ele estava participando com seu mestre de uma prova de treinamento viking quando algo dá muito errado!

Banguela havia comido demais e não estava dando conta de voar e naquele dia eles participariam de uma prova de pesca noturna, onde os ganhadores ficariam sem lição de casa por semanas e os perdedores passariam três semanas limpando o banheiro dos dragões da tribo. 
Como senão bastasse a dificuldade de voar, Banguela estava atraindo um dragão marítimo muito feroz em direção ao barco de seu mestre. Agora cabe a eles resolver essa situação antes que sejam devorados!

É uma leitura tranquila, divertida e nunca pensei que iria gostar tanto do Banguela narrando uma pequena aventura dele e de Soluço.
Vale a pena ler, recomendado para todas as idades e tem um ar infantil característico que só a escritora consegue. A autora conseguiu a incrível proeza de transformar um único dia em uma grande aventura, narrado de um jeito muito divertido.
Ao final da leitura temos uma bela lição de moral. Só posso dizer que: Todos tem medo de alguma coisa, até o mais forte e destemido Viking.

- Não vou desistir do meu dragão.
E ele realmente nunca desistiu.

novembro 15, 2018

Resenha: Bonnie & Damon - Depois do Expediente


Autora: L.J.Smith
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 25
Ano: 2009
Avaliação☆☆☆
Sinopse: Um pequeno conto contando o primeiro encontro entre Bonnie e Damon. Spin-off.


Nessa história iremos acompanhar um conto extra da série Diários do Vampiro
Bonnie está na biblioteca fazendo um trabalho atrasado, mas o local já está na hora de fechar e ela precisa sair de lá. Então ela tem a "brilhante" ideia de esconder-se no banheiro afim de continuar sua pesquisa durante a madrugada, afinal nada de ruim pode acontecer, não é mesmo?

Quando ela consegue executar seu plano com perfeição, Bonnie acredita que irá conseguir fazer seu trabalho sem interrupções, mas ela está completamente errada. Criaturas sobrenaturais invadem o local para atacá-la e a noite vira um verdadeiro terror. É nesse momento que Bonnie acaba conhecendo Damon.

Vemos um lado de Damon que não costuma aparecer com tanta frequência nos livros e apesar de ser uma história curta, cumpre bem seu papel!
Para quem é fã dos livros e quer ler algo sobre a série, essa é uma boa pedida.

Por tratar-se apenas de um conto, não dá para escrever uma resenha mais detalhada sem dar spoiler! No mais é uma boa leitura na medida do possível. 

novembro 14, 2018

Lançamentos de Novembro: Editora Arqueiro


Sinopse: Lady Pandora Ravenel é muito diferente das debutantes de sua idade. Enquanto a maioria delas não perde uma festa da temporada londrina e sonha encontrar um marido, Pandora prefere ficar em casa idealizando jogos de tabuleiro e planejando se tornar uma mulher independente. Mas certa noite, num baile deslumbrante, ela é flagrada numa situação muito comprometedora com um malicioso e lindo estranho. Gabriel, o lorde St. Vincent, passou anos conseguindo evitar o casamento, até ser conquistado por uma garota rebelde que não quer nada com ele. Só que ele acha Pandora irresistível e fará o que for preciso para possuí-la. Para alcançar seus objetivos, os dois fazem um acordo curioso, e entram em uma batalha de vontades divertida e sensual, como só Lisa Kleypas é capaz de criar.



Sinopse: Após tomar a difícil decisão de deixar a filha no século XX e viajar no tempo novamente para reencontrar seu grande amor, Claire Randall tem mais um desafio: criar raízes na América colonial do século XVIII ao lado de Jamie Fraser. Eles partem rumo à Carolina do Norte para achar um novo lar e contam com a ajuda de Jocasta Cameron, tia de Jamie e dona de uma propriedade na região. Enquanto isso, em 1969, Brianna Randall se une a Roger Wakefield, professor de história e descendente do clã dos MacKenzie, para descobrir as respostas sobre as próprias origens e sobre Jamie, o pai biológico que nunca conheceu. Em meio às buscas, ambos encontram indícios de um incêndio fatal envolvendo os pais de Brianna. Mas Roger não pode lhe contar isso, porque sabe que a namorada tentaria voltar no tempo para salvá-los. Por outro lado, Brianna também não compartilha sua descoberta, pois tem certeza de que Roger tentaria impedi-la. Nesse livro emocionante, repleto de ação, intrigas e detalhes históricos, as barreiras do espaço e do tempo são postas à prova pelo amor de um casal e pela coragem de sua filha em mudar o destino.

novembro 11, 2018

Resenha: A Viajante do Tempo - Outlander


Autora: Diana Gabaldon
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 752
Ano: 2018
Avaliação:  ☆☆☆☆☆
Sinopse: Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?
Claire Randall serviu como enfermeira na segunda guerra mundial e agora finalmente voltou para os braços de seu marido Frank. Os dois decidem passar um tempo em Inverness desfrutando de uma segunda lua de mel, mas algo acaba dando muito errado durante a viagem. 
Frank está pesquisando sobre seu antepassado enquanto sua esposa tenta observar e catalogar as plantas locais. Em uma das aventuras dos dois, ele e Claire acabam assistindo um ritual das bruxas locais e depois Claire volta para o local para observar as plantas quando acaba sendo levada através do tempo.
Ela não consegue explicar como tudo isso é possível, mas Claire está no ano de 1743 no meio de uma Escócia cheia de guerras, quando o local ainda era dominado por clãs guerreiros. 

Depois que Claire teve um problema com um soldado inglês e foi resgatada por alguém do Clã Mackenzie, ela ajudou um dos integrantes do clã que estava ferido e como eles não sabem se ela é ou não uma espiã, decidem levá-la com eles para as terras de seu clã.
É nesse momento que Claire conhece Jaime Fraser e talvez o destino tenha algo reservado para os dois.

Vamos acompanhando a vida de Claire nessa outra época, suas dificuldades, seus conhecimentos e crenças sendo postos a prova, pois viver em uma época que acredita em bruxas, superstições e está em guerra, é realmente difícil!
Observamos  intrigas politicas, ciúmes, romance e todo o tipo de situação que você pode imaginar. 
Alguns personagens com certeza vão surpreender o leitor de forma positiva, pois em determinados momentos você está odiando o personagem e em outro algo acontece e você agradece por ele está ali para fazer alguma coisa.

Vale lembrar que por ser um livro de época, temos muito machismo, estupro, cenas de violência e alguns acontecimentos são bastante detalhados. 
Em algumas cenas eu fiquei muito incomodada com a descrição, mas nada que afete a leitura. Foi apenas um "pouco demais" toda a situação, mas nada negativo por assim dizer. 

Claire é uma mulher forte e destemida que não gosta de levar desaforo para casa, mas por estar vivendo em uma época diferente isso pode não ser bem visto e com certeza vai gerar vários problemas para ela.
Gostei muito da leitura e as reviravoltas são maravilhosas, estou lendo o segundo livro nesse momento e espero que a autora consiga manter o bom nível da história. 
Não encontrei erros durante a leitura, a diagramação está muito boa e li a edição com a capa do seriado.

Você é sangue do meu sangue e ossos dos meus ossos.
Dou-lhe meu corpo, para que sejamos um só.
Dou-lhe meu espírito, até o fim de nossas vidas.

novembro 07, 2018

Lançamento: Para Sempre Perdida - Amy Gentry



Sinopse: ANNA WHITAKER sobreviveu a um pesadelo.
Uma de suas filhas foi sequestrada aos 13 anos de idade e fica desaparecida por quase uma década. A família está feliz com o retorno da jovem, mas a mãe tem dúvidas que não consegue silenciar.
Será que aquela é realmente sua filha?
Caso não seja, quem é esta mulher e o que ela quer deles?
Transcorridos oito anos de seu sequestro, testemunhado apenas pela sua irmã caçula na calada da noite, JULIE WHITAKER retorna subitamente para casa. A família, ainda que petrificada pela tragédia, se manteve unida e esperou muito por esse momento. Para ANNA, no entanto, a volta da filha ao lar suscita mais questões do que respostas, mais dúvidas do que conforto, pois, para ela, o pesadelo não parece ter acabado.
Ainda que felizes e surpresos com o retorno de Julie, seus pais e a irmã vivem a angustiante dificuldade de superar o antigo e profundo trauma. Piorando a situação, os anos fora de casa, tendo de lutar pela sobrevivência, transformaram o comportamento de Julie, e a mãe percebe inconsistências nos seus relatos sobre o ocorrido e uma certa estranheza em sua maneira de agir, e logo suspeita da sua identidade.
A busca por verdades é o único caminho capaz de reinstalar a confiança e, sobretudo, reafirmar os inquebrantáveis laços entre mãe e filhas.
PARA SEMPRE PERDIDA é um romance que expõe, emociona e envolve o leitor da primeira à última página.