19 março 2013

Resenha: Sangue Quente




Autor: Isaac Marion
Editora: Leya
Número de páginas: 256
Ano:  2011
Avaliação:   ☆☆☆☆

Sinopse: R é um jovem vivendo uma crise existencial - ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a "vida" de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa.

Começamos a ler o livro e somos apresentados a R, um "jovem" zumbi que não consegue lembrar seu nome todo, sua antiga vida, porém consegue articular algumas palavras, pensamentos complexos e bem reflexivos. Ele e seu melhor amigo M são um mistério para mim..são cheios de "vida", conversas curtas e pensamentos sobre o mundo.

Nesse livro vemos porque os zumbis comem cérebro e achei uma boa sacada. Afinal eles comem porque conseguem ter as memórias  do ser humano em questão (o dono do cérebro) por um período de tempo. E conseguem sentir os outros seres humanos a distância porque veem a "vida" emanando deles. Para mim isso foi bem pensado, geralmente eles comem porque é de comer haha e sentem os outros seres humanos pelo cheiro ou seguem os barulhos. Isso claro nas outras histórias que eu já li.
R acaba falando com seu amigo M que precisa ir caçar e nessa ocasião acaba lutando com seres humanos que saíram para procurar remédios fora da cidade estadio. Esse é o grupo que encontramos Perry, Nora e Julie (fora os outros que estavam com eles). O zumbi R acaba atacando Perry e comendo seu cérebro, mas algo acontece com as memórias dele...ele conhece Julie, a namorada do rapaz que ele esta comendo e se vê fascinado pela garota. Com isso ele acaba decidindo que irá protege-la.

Nora é deixada a salvo em baixo de algo e ninguém percebe que deixou alguém vivo para trás. Julie é salva por R que acaba passando um pouco do sangue dele nela, assim apaga um pouco o rastro de ser humano vivo que ela emana. Sendo assim os zumbis acham que ela é uma nova convertida, porque se um zumbi acaba deixando "muito" de um humano ele acaba voltando como zumbi.
Os zumbis achando que Julie é um deles agora partem de volta para a casa deles que fica no aeroporto.

Os dias passam, e Julie vai vivendo com R, as vezes com medo, as vezes notando as mudanças nele.
Eles acabam fugindo do aeroporto depois de uma briga com os Ossudos (um grupo mais evoluído em relação aos zumbis feitos apenas de ossos) e esse grupo por sinal é o grupo que controla a raça zumbi, eles querem ser os donos do mundo por assim dizer.
É um livro aonde podemos ver como funciona o mundo dos zumbis, as suas crenças, ideais e pequenas coisas em sua sociedade.

R continua tendo flashs da memória de Perry, mesmo depois que o cérebro que ele guardou no bolso para ir comendo aos poucos acaba. Depois disso tudo entramos em uma nova fase no livro.Uma fase de mudança, de arriscar tudo por um ideal, de mudar o mundo, de viver... mesmo que estando morto!
Esse livro me surpreendeu demais, mesmo tendo um final que não foi bem do jeito que eu gostaria, pois achei ele um pouquinho fraco, o que não tira o brilho da "da coisa toda" que aconteceu.

É um livro que divide opiniões, pois é muito difícil uma pessoa que gosta de zumbis a moda antiga (como eu) gostar de um livro aonde os zumbis pensam, mas não é impossível.
Ah preciso lembrar que achei um único erro de revisão no livro, quase imperceptível  senão fosse pelo fato que sou muito chata e percebi logo de cara, mas ele não afeta nenhum pouco a leitura.

Era uma vez um conto de fadas embolorado.

28 comentários

  1. Oie Alice, eu tmb curto um bom e velho zumbi, daqueles que adoram comer cérebros e não se importam com as vítimas ha. Mas surpreendentemente me apaixonei pelo R e pelo livro de tal forma, que já comecei a reler. O final realmente deixou um pouco a desejar, por não explicar muito abertamente como tudo começou, mas eu me agradei muito.
    Adoro a diagramação dele e a capa.
    bjo

    ResponderExcluir
  2. Okay, nunca li nenhum livro de zumbis, e esse livro realmente divide opiniões!
    Gostei de sua resenha,
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Acredita que eu fiquei com vontade de ler por causa da sua resenha? Antes eu tava meio receosa, pensei que a história ia ser um romance água-com-açúcar nada 'acreditável', mas deu pra entender que a proposta é mais sarcástica e até profunda.
    Curti bastante, vou pegar pra ler!

    ResponderExcluir
  4. Já li a resenha deste livro em outro blog literário, mas confesso que essa sua resenha me atraiu mais... Do jeito que li achei que o livro seria muito ruim, mas depois dessa resenha fiquei com vontade de ler...

    ResponderExcluir
  5. Oooi alice, to passando para agradecer os votinhos *-* tmtmtmttooo obg :DDDDD
    sobre a resenha, nunca tinha visto esse livro nem lido sobre.. é no teu blog que fico por dentro
    desse mundo literário.. gostei da resenha, como sempre me deixou com vontade de ler hhahhaha
    http://blahoestraich.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Eu tava esperando essa resenha \o/

    Também sou das antigas e gosto muito mais de zumbis que comem humanos, mas fiquei com vontade de ler esse livro porque todo mundo fala que é bom, até os mais preconceituosos, por isso quero ler.

    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  7. Apesar de ser mais adepta aos zumbis antigos e tal, a resenha me deixou curiosa em relação a livro, quais os acontecimentos em volta de R. Acho que vale a pena dar uma chance, quem sabe eu não mude de ideia ;)

    Bjs

    Da Imaginação a Escrita

    ResponderExcluir
  8. Eu nao sei se leria esse livro... e sou dessas que preferem zumbis malignos no fim do mundo ahahahaha
    Essa ideia de zumbi "pensar" outra coisa que nao seja comer os outros nao me desce...
    Se eu ver em uma promo um dia, quem sabe... auhauha

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  9. Nunca fui muito fã de zumbis pelo simples fato de nada ser explicado sobre eles, só que eles vivem pra comer pessoas, são nojentos e desordenado. Gostaria de ler algo que trouxesse realmente numa sociedade, acho que lerei este livro mais por esse fato e também por que não resisto a um romance sobrenatural.
    Beijos
    fromafallenangelsheart.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Estava louca por essa resenha!
    Quando vi que iam lançar o filme, com aquele nome ridículo, fiquei com muito preconceito por esse livro. Mas, eu li Dearly, Departed sem saber que tinha zumbis pensantes e adorei ideia.
    Você esse livro?
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda não li esse livro que vc falou não xp eu até tenho ele na minha lista de leitura.

      Excluir
  11. Eu também sou fã de ''zumbis assassinos'' em histórias de apocalipse mas, confesso que adorei o livro! Fiquei surpresa pois não estava muito afim de ler mas como assisti o filme ''Meu Namorado é um Zumbi'' resolvi ler. Achei uma história bem fofa que nos leva a ler tudo sem perceber.

    ResponderExcluir
  12. Como eu disse na "li até a pág 100" não sou fã de zumbis(nem o dedo mindinho), mas o filme foi "legal" e falaram que o livro/filme são diferentes, só se for no final, porque até a parte que você falou e cortou o spoiler~final tava igual.
    HAHA, eu ia gostar do R do filme, muito fofinho. -*-*
    A cena deles no aeroporto e ela "imitando" o modo de andar deles e ele falando/grunhindo "não exagera". HSUAHSUAHS Ri demais lembrando aqui.
    E eu já disse que nem tô afim do livro, né? Preconceito [+8.000]

    ResponderExcluir
  13. Wow! Você conseguiu dar 4 estrelas para Sangue Quente! :O
    Diferente de você, eu não curti o livro. Quase abandonei a leitura só quase um milhão de vezes. Achei a história chatinha, arrastada. Que até tinha tudo para dar certo, mas achei mal desenvolvida, sabe? Quando comecei a entrar no clima, o livro acabou. rs

    http://valvula-de-e5cape.blogspot.com.br/
    @valvuladee5cape

    ResponderExcluir
  14. Tbm sou do time dos zumbis assassinos.
    Não me interesso pelo livro, apesar que sua resenha me deixou com a pulga atras da orelha hahaha...
    Beijos
    Brubs

    ResponderExcluir
  15. Estou louca pra ler esse livro eu já vi o filme e gostei mas sei que é um pouco diferente do livro, acho que vou gostar da leitura por que não gosto dos zumbis assassinos rsrs

    bjos

    ResponderExcluir
  16. Eu comecei a ler esse livro,mas desisti,acho que não estava preparada para esse tipo de zumbi, adorei sua resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Alice, já vi que você gosta de muito sangue, né?! rsrss
    Mas eu tenho visto muito falar desse livro, ainda não o li. E quero muito ler.
    Mas apesar de não ter um zumbi a moda antiga (o que nem me incomoda) eu quero muito ler esse livro!
    Adorei a sua resenha!

    Beijokass

    Jaque - Meus livros, meu mundo.

    ResponderExcluir
  18. Parece ser um livro bom, acho legal essa nova digamos que diferenças de gêneros no mesmo gênero. Deixe-me explicar, como por exemplo crepúsculo, que tem uma pegada super diferente de filmes de vampiros tradicionais,achei bastante parecida a pegada desse livro/filme. Enfim gostei, acho que se tem orçamento. E ideias novas de coisas antes vista de uma forma por que não expor?.
    Não é mesmo. Até mais, http://desventuras-em.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi Alice :)
    Hum, então, assim como vc, sou das antigas e um adoro um zumbi malvadão, huahuahua, mas se vc diz q o livro é bom e te surpreendeu, vou dar uma chance né :)
    Confio na avaliaçãod as amgias ;)
    Beijos =*

    @morenalilica
    Doce Insensatez

    ResponderExcluir
  20. Alice minha filha, '-' Eu estou louquinha para ler esse livro! Assim que eu for fazer uma comprinha lá no Submarino, esse livro com certeza vai estar em meu carrinho! Tua resenha ficou ótima!
    Beijocas,
    Cindy, Contos Doces

    ResponderExcluir
  21. Oi, Alice!
    Eu não sou muito chegada a zumbis, prefiro vampiros mesmo, portanto acho que não terei problemas com Sangue Quente. Só que, ao mesmo empo que sei que isso vai ser relax quando eu ler, não tenho vontade de fazê-lo agora simplesmente porque não são zumbis "normais" :s

    Gislaine,
    http://jeito-inedito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. adoro a capa desse livro e espero ter a oportunidade de lê-lo um dia.
    apesar de já ver ótimas resenhas a respeito.
    adorei a resenha :)

    ResponderExcluir
  23. Oi Alice!
    Nunca li um livro com zumbi, mas estou bem curiosa com este, ri muito na parte que você escreveu "o cérebro que ele guardou no bolso pra ir comendo aos poucos", é um zumbi prevenido rsrsrs...
    Beijos... Elis Culceag.
    * Arquivo Passional *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uahshuuh ele é mega precavido menina xp

      Excluir
  24. Eu quero muitoooooooooooo esse livro... muito mesmo!!!
    Ao contrario de muita gente, eu adorei o filme, por isso, senti muitoo mais vontade de ler!!

    To na seca esperando a sub lançar uma promo dele!!

    bjs

    ResponderExcluir
  25. O preconceito que eu tenho com essa estoria diminuiu um pouco depois de ler tua resenha, mas mesmo assim, prefiro ficar só com o filme. :P

    ResponderExcluir
  26. Apesar de ainda nao ter tido a oportunidade de ler e assistir o filme, estou beeem curiosa pra conhecer o R acho ele tao fofo, só fofo porque beleza que é bom no né.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!