06 fevereiro 2014

Resenha: Quando Eu era Joe


Autora: Keren David
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 318
Ano: 2014
Avaliação:☆☆☆☆

Sinopse: Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

Nesse livro conhecemos Ty. Um garoto que acaba presenciando um crime chocante nas ruas de Londres e se vê diante da policia para depor e ajudar a por a pessoa responsável atrás das grades. O problema é, será que Ty está dizendo a verdade? Pelo menos, toda a verdade?
O jovem acaba mudando para outro local e junto com sua mãe ( que age de forma infantil e não tem nenhum postura de mãe o livro todo) eles dois assumem novas identidades, são novas "vidas" que eles terão de viver até o dia do julgamento, até lá o programa de serviço a testemunha terá de proteger os dois.

Ty virá o jovem Joe, e acaba tendo tudo que não tinha na sua antiga vida, na vida de verdade. Ele é popular, descolado e tem um futuro pela frente, não anda com garotos perigosos da vizinhança e acaba se perguntando até quando viverá naquela vida, na "pele de Joe", pois ele gosta de ser o Joe, e não quer voltar a ser o Ty sem graça que não tinha nenhum amigo.

A trama vai apertando seus laços soltos e a cada novo capítulo vamos conhecendo coisas novas, Joe faz amigos e acaba mostrando um lado que poucas pessoas conheciam, um lado que só seu amigo de Londres conhecia e percebi que no fundo para sobreviver na terrível Londres Ty tentava ser descolado de forma errada, pois ele andava com algo...
Seus familiares acabam sofrendo um atentado e sua mãe não quer mais que ele participe do julgamento, e por ser um menor de idade a policia não se vê em outra situação a não ser tentar fazer o que a mãe dele quer, mas as coisas não acontecem como o esperado.

Esse livro definitivamente foi uma surpresa. Resolvi ler sem nenhuma esperança, pois não faz o meu tipo. Porém me vi presa em uma trama envolvente e muito interessante.
O final por sinal com certeza foi incrível, e a primeira pergunta que eu me fiz foi: Se ele está nessa nova vida sendo Joe, por que o nome do livro é quando eu ERA Joe?? Ou seja, algo de muito errado está acontecendo enquanto ele é o Joe (ou que ele está se lembrando) , mas basta o leitor ter força de vontade e ler até o final e descobri as revelações que Ty fará enquanto ele vive como Joe.
"Como foi que chegamos daquele ponto até aqui? O que teu dão errado?"

13 comentários

  1. pior que eu nem me animei pra ler... mas depois de sua resenha, fiquei intrigada... gosto de livros que me surpreendem, quando eu os subestimo... rsrsr
    bjs
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa história parece muito boa. Gosto desse clima de tensão e também curto ir descobrindo mais sobre a vida do personagens durante a trama (no caso do Ty, é mais legal porque ele tem que "construir" uma vida).
    Acho que nunca li nenhuma história com essa temática e confesso que fiquei curiosa.
    Espero ler um dia desses!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Esse livro parece ser muito bom e quero muito lê-lo. Essa proteção a testemunhas foi algo interessante mesmo, e gosto de livros assim. Acredito que vou gostar, espero conferir em breve!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Já tinha gostado da sinopse, mas tua resenha me deixou mais curiosa D: ,e também fico me perguntando pq "quando eu ERA Joe?" , vou ter que colocá-lo na minha lista ^^
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Estou com esse livro aqui e estava totalmente sem esperanças até ler sua resenha. Eu também não sou fã de livros policiais, mas acho que amanhã vou pegá-lo para ler amanhã *-*

    Beijos,
    Larissa

    - Vitamina de Pimenta -

    ResponderExcluir
  6. Meu, quero muito ler esse livro. "Quando eu era Joe'' tem uma premissa muito interessante e eu tenho que contar que o título me deixou intrigada.

    ResponderExcluir
  7. Oi Amiga, sua resenha está instigante!! Eu tb não curto esses temas, e fiquei morrendo de vontade de ler depois de ler sua resenha!!
    Adorei, Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu também não sou muito de livros estilo policial, mas sua resenha me conquistou por dizer que não sai do jeito esperado, então tem uma reviravolta legal.

    ResponderExcluir
  9. Apesar de adorar livros policiais, quando eu li a sinopse esse livro não me chamou muito a atenção, mas depois de ler a sua resenha fiquei um tantinho curiosa! Parece ser bem interessante ver essa diferença vida de Ty/vida de Joe e entender toda a história por trás do garoto!

    ResponderExcluir
  10. Alice-flor! Adorei saber a sua opinião sobre esse livro. Li uma resenha recentemente sobre ele, que me levou a incluí-lo entre os meus desejados. Agora, com a sua opinião, só posso dizer ter certeza de que um dia o terei em mãos (rs).
    Parece que a história surpreende também pelo amadurecimento do protagonista. Gostei de saber que mesmo não sendo fã do gênero policial, este livro foi bem avaliado por você. <3
    Beijos!

    www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Essa capa não é nada atrativa, mas a história parece ser ótima! Só em dizer que se passa em Londres e é investigativo, estou mais ansiosa assim.

    ResponderExcluir
  12. Confesso que quando vi a capa do livro não me sentia atraída por ele, isso só foi acontecer depois que eu li a primeira resenha do livro e vi que ele pode realmente ser bom, também não costumo ler livros que sejam do estilo policial, pretendo ler Quando eu era Joe, em breve, imagino como ele se sentiu, quando começou a ser popular, apesar de eu nunca ter sido.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  13. Já li muitas resenhas a respeito deste livro, e maioria delas foram positivas. Devo confessar que se passasse por ele em uma livraria, não pararia para olhar. mas depois de ver estas e outras resenhas, mudei totalmente meu conceito.
    Se tiver possibilidade de ler, com certeza lerei...

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!