06 julho 2014

Resenha: A Máquina de Contar Histórias


Autor: Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 192
Ano: 2014
Avaliação☆☆


Sinopse: Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

Estava tentando prolongar o máximo possível de tempo para escrever essa resenha, porque sinceramente depois desse livro eu não sei se consigo ler outra coisa do autor, pelo menos não esse ano de 2014.
No livro temos o vislumbre da famosa vida de Vinícius Becker. Um escritor muito famoso que apesar de ganhar muito dinheiro escrevendo lindas histórias de amor não consegue estar presente em quase nenhum momento na vida de sua esposa ou filhas.

Seu último romance A máquina de contar histórias é um dos livros mais aguardados do ano, mas isso tem sido só uma desculpa para que Vinícius nunca esteja presente na vida de sua família e sempre acabe em um evento qualquer, ou seja, ela usa sua carreira como desculpa para não ver sua esposa definhar na cama de um hospital.

Só que chega "o grande dia" e sua esposa acaba vindo a falecer e ele tem que comparecer ao velório, ter de encarar sua família agora completamente arrasada com a perda de uma das peças centrais.
Sua filha mais velha: Valentina. É inteligente e muito revoltada. Qualquer coisa ela vive jogando a cara do pai que ele foi egoísta e deveria estar lá pra dar apoio quando a mãe dela mais precisou. E passa o livro quase todo revoltada com a vida para no final do livro "bancar" a boa moça que ama o pai e tudo mais. Sinto muito, mas eu não consegui engolir a mudança brusca de atitudes da Valentina.
Sua filha mais nova: Vida. É uma criança curiosa e um pouco mimadinha, mas nada que possa ser muito prejudicial ou algo parecido na história, e confesso que achei ela completamente dispensável.
Sim eu não consegui me sentir conectada com nenhum personagem e achei tudo forçado demais.

A história em si é bonita e interessante, mas eu não gostei. Como se ele precisasse do amor delas de qualquer forma (tipo sua mãe morreu agora vão ter que me amar mesmo eu sendo um pai muito ruim, estou tentando ser um bom pai agora depois de alguns anos) e senti como se ele as estivesse comprando com viagens, sorvete, tatuagem, bebida, dentre outras coisas.

A escrita do autor é muito boa, mas não gostei dos diálogos e quase tudo nesse livro foi chato.
Sim eu tenho plena consciência que o autor faz muito sucesso com seus livros, mas essa historia não é algo que tenha me tocado, acho que faltou um pouco de paixão ao escrever esse livro.

19 comentários

  1. Oi Alice!

    Bem, confesso que dos livros do autor, Maquina de Contar histórias, não me interessou. A começar pela história que realmente, não me cativou a ponto de querer lê-lo. Tenho outro livro do autor, mas em e-book e acho que vou começar por ele.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Alice.

    Nossa, só vejo os blogs comentando sobre esse livro. Mas gostei da sinceridade. Tem livros que realmente não funcionam com a gente. E uma leitura que não flui é sempre complicado

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice....
    Que pena que não curtiu... :/ Foi uma das minhas leituras e gostei bastante... hehe
    Mas adorei sua sinceridade... Como dizem gosto cada um tem o seu, e bem bacana você apontar os pontos que não funcionaram com você... :)

    Fazia tempo que não dava uma passadinha aqui... Prometo passar mais... ;)
    Beijos

    Lylu
    Relíquias da Lylu - http://reliquiasdalylu.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu recebi esse livro em casa mas não tive aquela vontade toda de ler ele não e a sua resenha só enfatizou essa vontade em mim, sinceramente. Achei fraquíssimo. =/

    Beijos,
    Larissa♥

    - Vitamina de Pimenta -

    ResponderExcluir
  5. Oi
    (Quanto tempo hein?)
    Já ouvi falar sobre esse livro,mais confesso que a história não me seduziu nem um pouco :(

    Páginas em Preto

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Alice!
    Nossa, estava super a fim de ler esse livro. É uma pena que não tenha gostado da história, não se identificar com nenhum personagem é muito ruim!
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
  7. Quase todos elogiando o livro, mas não tive AQUELA vontade de começar a leitura e conferir... Acho que minha opinião se parecerá com a sua, não sei.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. A primeira resenha que vejo do livro que não são só elogios.
    Eu tenho curiosidade de ler algum livro do autor, mas não pretendia ler esse em primeiro lugar. De toda forma, acho que arriscaria a leitura desse livro em um segundo momento.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de julho

    ResponderExcluir
  9. Oiee

    Também li esse livro a pouco tempo e foi o primeiro livro do autor que eu li, gostei da história mas achei fraca e fiquei pensando como assim o marido larga a mulher quando descobre que ela tem cancer porque sabe que ela vai morrer mesmo , e a atitude da mulher dele depois de tudo isso ser sempre boa sei la achei estranho essa semana sai resenha dele no blog .

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não tinha muita vontade de ler, agora mesmo que não tenho. rs
    http://apenas-um-vicio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Uma pena que o livro não fluiu assim com você, também não gosto muito de livros desse estilo..

    Fan Page l @PriscilaFrr
    xoxo.

    ResponderExcluir
  12. Oi Alice.
    Ah, que pena que você não gostou. Eu adorei a história, a narrativa, a forma como foi conduzida.
    Nunca havia lido nada do Maurício, mas me encnatei de cara.
    Mas cada livro é diferente para cada pessoa, né?

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Jura, Alice??? Eu amei, chorei e tudo.
    Mas esse é o barato da literatura, ela toca as pessoas de maneiras diferentes. Bom que atende a todos os gostos, de várias maneiras.
    Dá outra chance pro Maurício... Eu gosto de Dias Melhores pra Sempre e Ainda não te disse nada.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  14. Já com o livro aqui em casa para ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Poxa Alice, que pena que vc não gostou do livro. Confesso que ele não me chamou muito atenção, mas tenho visto muita gente falar super bem e vc é a primeira a dizer que não gostou.
    Mas mesmo assim vou tentar dar uma chance.
    Bjokas

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ah que pena que você não gostou. Eu li Ainda não te disse nada e gostei bastante, mesmo não sendo muito chegada a romances. Esse ainda não li, mas continuo interessada nele. Como disse a Giulia ali em cima, esse é o barato da literatura, toca as pessoas de maneiras diferentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim isso ae, tipo não funcionou para mim e algumas pessoas, mas para várias funcionou direitinho a história.

      Excluir
  17. Oi, Alice!

    Poxa, uma pena que você não gostou. \:

    Eu me identifiquei muito com a história e curti tudo nela, acabei com uma opinião super positiva. Mas né, gosto é gosto.

    Beijão,

    Natalia Leal
    Páginas Encantadas
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Nossa, lendo a resenha eu super me interessei! Dei uma desanimada depois de ver algumas resenhas negativas. Quem sabe um dia?

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!