19 janeiro 2015

Resenha: Boneca de Ossos



Autora: Holly Black
Editora: Novo Conceito - selo #irado
Número de páginas: 224
Ano: 2014
Avaliação☆☆☆☆
Sinopse: POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam.Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo...

Esse livro foi uma verdadeira surpresa para mim, pois não costumo ler livros que sejam de "terror" (Ou qualquer coisa que envolva bonecas que se mechem. Sou muito medrosa). E como estava muito curiosa para ler algo da autora resolvi encarar esse livro.

Poppy, Zach e Alice são amigos a muito tempo e sempre que podem estão brincando de "faz de conta", onde geralmente suas brincadeiras se passam em reinos distantes, repletos de piratas, ladrões e mistérios. Eles criaram um verdadeiro mundo em suas brincadeiras e nesse local reina a Grande Rainha. Trata-se de uma boneca de porcelana chinesa que vive trancada na cristaleira da casa da Poppy, pois sua mãe dizia que um dia essa boneca seria vendida e que eles não poderiam brincar com ela para que não a estragassem.

Depois de alguns problemas em casa Zach acaba tendo que parar de brincar, pois isso está afetando seu pai que quer ver o filho parando de fazer isso e que passe a se dedicar mais aos esportes, e namorar com garotas ao invés de brincar "com bonecas". Porém pelo visto nem tudo acontece como deveria, pois Poppy acaba convidando seus dois amigos (Alice e Zach) para uma última aventura, mesmo sabendo que Zach não quer mais brincar com elas (apesar de não saber qual o motivo).


Ao descobrir que a boneca na verdade trata-se de uma menina morta, eles acabam embarcando na incrível aventura de encontrar o túmulo dela para que possam colocar a boneca no local ao qual pertence, e assim a Grande Rainha irá finalmente descansar em paz.


O livro tem a história narrada em terceira pessoa e foi um verdadeiro sufoco, mas não no sentido ruim é claro. A boneca se mexeu em algumas ocasiões durante o decorrer da história, o que me fez ficar atenta a qualquer barulho que era feito dentro de casa (sim sou muito medrosa), e eu fiquei tão empolgada com a leitura.

O que mais me chamou a atenção nesse livro, foi o fato das pessoas no decorrer da leitura quando se encontravam com o trio acabassem vendo a boneca como uma garota de verdade, e quase sempre era mencionada. Como dá vez em que eles compraram alguns doces e alguém serviu um de graça, pois a amiga deles parecia estar com muita foma. Nisso a pessoa estava apontando para o local onde a boneca estava depositada em uma das cadeiras da lanchonete.

A leitura do livro é ótima e com certeza a autora não só consegue envolver o leitor, mas deixa-lo em um ambiente sombrio e misterioso torcendo para que de tudo certo na missão dos três. Não me recordo de ter encontrado qualquer erro durante a leitura, e o livro possuí algumas ilustrações.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!