02 fevereiro 2015

Resenha: Emily, The Strange: Os Dias Perdidos



Autor: Rob Reger
Editora: Galera Record
Número de páginas: 278
Ano: 2011
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: Emily the Strange: 13 anos. Poderia pular de prédios muito altos, se estivesse a fim. É mais provável que esteja cochilando ao lado de seus quatro gatos pretos; ou montando rapidamente um acelerador de partículas com fios de algodão, lentilhas e alfinetes de segurança; ou tocando bateria/guitarra/saxofone/cítara; ou pintando um mural furioso no esgoto; ou forçando alguém a dizer três tigres tristes treze vezes e bem rápido... Para poder apontar na cara desse alguém e rir.

Nesse livro conhecemos Lacraia (Emily) que acabou de acordar em uma cidade desconhecida chamada Blackrock, não sabe seu nome (por isso se autodenominando Lacraia) e nada que possa indicar quem ela é, e porque está sozinha naquela cidade. Sendo assim Lacraia começa a escrever em um diário que estava com ela quando acordou e nele retrata tudo que está acontecendo ao seu redor, além de escrever ela costuma colocar diversas fotografias, e acaba fazendo alguns desenhos. 

O livro trata-se do próprio diário da Lacraia. Sendo assim o mesmo é todo ilustrado e cheio de comentários da personagem sobre os acontecimentos, de forma bastante sarcástica e bem divertida.


Depois de andar um pouco na cidade Lacraia acaba indo parar em um café chamado El Dugeon e dá de cara com pessoas esquisitas. Na verdade toda aquela situação é completamente esquisita, visto que a pessoa que está administrando o café é suspeita e com certeza tem algo de muito errado com ela. 


Devido a necessidade Emily se apresenta como Lacraia (por não saber o nome verdadeiro) e acaba tendo que trabalhar no local em troca de comida e Raven (a funcionária que administra o café) aceita a ajuda dela sem questionar muita coisa. Contudo Lacraia acaba tornado-se amiga de Raven.

Os dias vão passando e cada vez mais a cidade parece estar envolvida em mistérios, multas absurdas, moradores estranhos e leis que não fazem o menor sentido. Lacraia começa a descobrir várias coisas e acaba encontrando quatro lindos gatos pretos que a ajudam durante todo a história.


O livro apesar de parecer muito infantil deve agradar a qualquer um que goste de uma boa aventura repleta de mistérios. E eu estava muito empolgada para adquirir o mesmo.

Acabamos descobrindo porque Lacraia perdeu a memória, quem é ela e afinal o que há de tão errado com a Raven?

O livro é Hardcover, então vem com uma jacket feita de papel (que é a capa preta) que pode ser removida. Só um pequeno detalhe para quem não sabe: livros em hardcover são de capa dura.
Não me recordo de ter achado qualquer erro durante a leitura e com certeza espero ler a continuação desse livro.
O livro tem um final interessante e com certeza vai deixar o leitor querendo mais.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!