13 maio 2015

Resenha: A Batalha do Labirinto - Percy Jackson & Os Olimpianos


Autor: Rick Riordan
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 367
Ano: 2010
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: O Monte Olimpo está em perigo. Cronos, o perverso titã que foi destronado e feito em pedaços pelos doze deuses olimpianos, prepara um retorno triunfal. O primeiro passo de suas tropas será atacar e destruir o campo de treinamento dos heróis, filhos de deuses com mortais, que desde a Grécia Antiga combatem na linha de frente em defesa dos olimpianos. Para assegurar que esse refúgio de semideuses - o Acampamento Meio-Sangue - não seja invadido, Percy Jackson e um jovem ciclope, ambos filhos de Poseidon, Annabeth Chase, filha de Atena, e Grover, um sátiro, são destacados para uma importante missão - deter as forças de Cronos antes que se aproximem do acampamento. Para isso, será preciso sobreviver ao emaranhado de corredores do temido Labirinto de Dédalo - um interminável universo subterrâneo que, a cada curva, revela as mais aterrorizantes surpresas.

No quarto livro da série vemos que Cronos prepara seu retorno e seu primeiro passo é mandar suas tropas para atacar e destruir o acampamento meio sangue (local de treinamento dos semideuses). Porém para que isso não aconteça, alguns campistas são destacados para ir em uma missão e descobrir um modo de deter as tropas de Cronos.

No começo do livro nos deparamos com Percy sofrendo um "acidente" (quase explodiu a escola toda) em sua nova escola e acaba esbarrando com uma garota que conheceu no livro anterior (Rachel Elizabeth Dare) que teve um papel pequeno, mas importante na história.
A jovem Rachel consegue enxergar através da névoa e por isso ela não é uma mortal qualquer, o que faz dela uma aliada preciosa (mesmo que o Percy ainda não saiba disso).

Depois dessa confusão, Percy acaba indo ao acampamento devido a gravidade da situação e sua amiga Annabeth acaba recebendo sua própria missão (que é tentar descobrir um modo de impedir as tropas de Cronos). Porém se não bastasse o grau de dificuldade de tentar impedir um exército de entrar no acampamento, os jovens terão que por sua vida em risco para descobrir um meio de andar pelo labirinto de Dédalo.
Através do labirinto as tropas do Titã podem chegar em qualquer lugar, e como se não bastasse tudo isso, Annabeth insiste em levar Percy em sua missão o que pode trazer sérios problemas. Apenas três heróis podem ir em cada missão e nessa irão quatro pessoas, fazendo com que a missão se torne quase suicídio. 
“Descerás na escuridão do labirinto,
O morto, o traidor e o perdido reerguidos.
Ascenderás ou cairás pela mão do rei espectral,
Da criança de Atena, a defesa final.
A destruição virá quando o último suspiro do herói acontecer,
E perderás um amor para algo pior que morrer.”
O labirinto leva nossos heróis para muitos perigos e descobrimos que tudo pode acontecer, mas nem sempre é da forma como esperamos.

O autor como sempre não se cansa de me surpreender e esse livro não foi uma exceção! 
Adorei a leitura, as tramas e perigos que os heróis enfrentam em sua missão, e acima de tudo gostei muito do modo como o autor fez as coisas darem uma reviravolta, que com certeza faz o leitor vibrar durante toda a leitura.
Também temos um vislumbre de um romance surgindo e um pouco de ciúmes para colocar nosso herói principal em uma situação complicada. 

É uma série que eu recomendo muito e esse livro não foi algo para inserir novas coisas, mas para trabalhar com as que já temos e preparar o leitor para o último livro que com certeza foi uma das melhores leituras que eu já fiz no ano de 2014.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!