16 junho 2015

Resenha: Colin Fischer


Autores: Ashley Edward Miller e Zack Stentz
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 176
Ano: 2014
Avaliação:  ☆☆☆
Sinopse: Resolvendo o crime. Uma expressão facial por vez. O ano letivo de Colin Fischer acabou de começar. Ele tem cartões de memorização com expressões faciais legendadas, um desconcertante conhecimento sobre genética e cinema clássico e um caderno surrado e cheio de orelhas, que usa para registrar suas experiências com a MUITO INTERESSANTE população local.
Quando um revólver dispara na cantina, interrompendo a festinha de aniversário de uma das garotas, Colin é o único que pode investigar o caso. Está em suas mãos provar que não foi Wayne Connelly, justamente aquele que mais o atormenta, que trouxe a arma para a escola.
Afinal de contas, a arma estava suja de glacê, e Wayne não estava com os dedos sujos de glacê…

Nesse livro conhecemos Colin Fischer, um adolescente que acabou de entrar no colegial e tem muita dificuldade para entender as pessoas, pois o mesmo possuí a Síndrome de Asperger. Infelizmente nem todos sabem conviver direito com a situação de Colin, e vemos isso no primeiro dia de aula quando alguém força sua cabeça dentro do vaso sanitário!

Colin anda com vários cartões que contém expressões faciais para poder entender o que as pessoas "querem dizer", porque em alguns momentos ele não consegue compreender a situação em que se encontra e isso acaba sendo algo muito complicado para ele. Afinal, aquela pessoa está triste ou com raiva do que ele acabou de dizer?

É um mundo muito complicado para alguém que tem a Síndrome de Asperger (para quem não sabe é uma doença que envolve um certo grau de autismo, conheço bem de perto porque meu primo tem) e mesmo com Colin sofrendo nas mãos de outros adolescentes ele continua sendo uma pessoa que não se deixa abater facilmente. 

Durante a leitura vamos vendo o grau da síndrome de Colin e o que ele costuma fazer em determinadas situações, como por exemplo: escrever tudo em um caderno, investigar as situações escritas no caderno, ter uma ótima memória, ter um ótimo poder de dedução e outras coisas ligadas diretamente a síndrome, como por exemplo a dificuldade de interagir e entender as pessoas.

Quando uma arma é disparada no colégio, Colin acaba ficando curioso para descobrir quem trouxe a arma para lá e por que disparou ela.
Temos um personagem interessante e inteligente, apesar de ter achado algumas coisas bem mecânicas, mas como a síndrome afeta as pessoas de formas diferentes, não posso opinar muito sobre a personalidade de Colin!

Gostei da leitura, apesar de não ter sido uma das melhores do ano, mas vale a pena dar uma conferida. 
É algo leve e com uma ótima lição de vida, pois nem todos são o que transparecem ser e tenho certeza que vocês vão ficar impressionados com a capacidade de Colin para solucionar esse mistério.

14 comentários

  1. Li esse livro ano passado e gostei.
    Não conheço a síndrome de perto como você, então não consegui estabelecer o que uma pessoa com a doença faz ou deixa de fazer, apenas através do livro é que tive essa noção.
    Como você, também acho que é uma lição de vida, porque como disse, "nem todos são o que transparecem ser" e Colin foi um menino que mexeu comigo e gostei de saber que sua doença não o afeta de outras formas como imaginei.

    Abraços,
    Andresa Dias
    http://leiturasefofuras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Já ouvi falar desse livro, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    Não conheço a Síndrome, então não posso falar a respeito do assunto.
    Gostei da resenha e até vou pesquisar sobre a Síndrome para me informar mais.
    Parabéns pelo blog, to seguindo ;)
    Beijos

    Academia Literária-DF

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice.

    Eu fiquei bem interessada pelo livro. Até o momento eu li um livro apenas que tem um personagem com o Síndrome de Asperger e serei bem legal ler outro livro com esse tema para obter mais experiências literárias.
    Adorei sua resenha.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ooi,
    Parece ser um livro bem bacana, não conheço essa Síndrome e nunca li um livro que o personagem tem Síndrome de Asperger, acho que vou ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Não conhecia o livro e fiquei interessada em ler.
    Achei legal o livro falar de uma pessoa com a síndrome asperger, conhecia o que era, pois vi um filme que o personagem principal tem essa síndrome. Mas acho que muita gente desconhece a síndrome e os problemas que a pessoa passa.
    Pela resenha gostei do personagem principal, Colin, mesmo com a doença ele não deixa as situações difíceis o abaterem.

    ResponderExcluir
  6. Bem bacana a resenha, eu gostaria de conhecer mais sobre a síndrome de asperger.
    Sempre via essa capa mas não tinha parado pra ver do que se trata, sempre que olho penso na Velma rs.
    Beijinhos,
    May
    Ensaio de Monomania 

    ResponderExcluir
  7. Esse livro é legalzinho! O Colin tem um certo grau de humor. Eu gostei... é bom para passar o tempo.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  8. Oiiii
    Já tinha visto esse livro e a capa sempre me chamou a atenção, mas nunca parei para saber sobre o que se tratava.
    Achei bem interessante a trama e pretendo ler.

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Alice, não conhecia o livro mas li Passarinha da Valentina e tratava do mesmo tema. Acho sempre valido esse tipo de leitura para conhecermos melhor as dificuldades que cercam o ser humano. Sinceramente eu não tinha ideia de muita coisa antes de ler o livro. Dica anotada.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Alice! Li há um tempinho e gostei bastante porque é uma fase bem complicada pra qualquer pessoa, ainda mais pra um autista. Colin conseguiu me emocionar com sua ingenuidade e simplicidade.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Alice, tudo bem? Eu li esse livro no final do ano passado e gostei, mas estava esperando mais, já que amei "Passarinha", em que a personagem também tem essa síndrome. Mas gostei do jeito do Colin e a inteligência dele e seu poder de dedução, adorei as fichas de expressão e como isso foi retratado no livro. Acho esse tipo de leitura sempre importante, pois muita gente não entende as diferenças e muitas vezes, por não saber, tem preconceito.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  12. Oi, Alice-flor!
    Gostei da sua resenha. Já li opiniões mais positivas sobre o livro, mas a sua manteve meu interesse na história. Não posso dizer estar mega-ansiosa para lê-la, mas já adicionei à minha enorme lista e pretendo um dia. A síndrome de Asperger tem sido cada vez mais retratada em livros como esse e acho isso ótimo.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Alice, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, pelo menos não me lembro dele... porém parece que a leitura é bem interessante e cheia de ensinamentos e reflexões. Ainda fujo dessa temática, não são todos os livros que chamam a minha atenção. Na verdade é bem difícil ler algo assim, mas de qualquer forma acredito que sim.... é uma leitura válida... por mais que nesse livro eu tenha tido a sensação de que a síndrome não foi muito aprofundada e que a leitura é bem leve... Xero!

    ResponderExcluir
  14. Achei bem interessante o livro por retratar um personagem que tem a Síndrome de Asperger, eu não conheço muito sobre a doença e por isso fiquei curiosa para ler o livro e saber mais um sobre sobre o Colin!
    beijinhos :*

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!