05 outubro 2015

Resenha: Garoto encontra Garoto


Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Número de páginas: 240
Ano: 2014
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: Nesta mais que uma comédia romântica, Paul estuda em uma escola nada convencional. Líderes de torcida andam de moto, a rainha do baile é uma quarterback drag-queen, e a aliança entre gays e héteros ajudou os garotos héteros a aprenderem a dançar. Paul conhece Noah, o cara dos seus sonhos, mas estraga tudo de forma espetacular. E agora precisa vencer alguns desafios antes de reconquistá-lo: ajudar seu melhor amigo a lidar com os pais ultrarreligiosos que desaprovam sua orientação sexual, lidar com o fato de a sua melhor amiga estar namorando o maior babaca da escola... E, enfim, acreditar no amor o bastante para recuperar Noah!

Paul estuda em uma escola nada pouco convencional, pois as líderes de torcida andam de Harley (moto) ao invés de fazerem acrobacias, a rainha do baile é o quarterback drag-queen do time de futebol americano e tudo isso (e muito mais) faz com que o preconceito praticamente não exista! É um lugar dos sonhos onde não importa sua orientação sexual, você é bem aceito do jeito que você é.

É nesse cenário de aceitação que Paul conhece Noah, um garoto novo na cidade e que está fazendo Paul suspirar pelos cantos, mas quando tudo começa a engrenar entre os dois o ex-namorado de Paul (Kyle) decide se aproximar dele e nesse momento que Paul faz uma grande besteira, e acaba estragando tudo. Então começa a missão de tentar resolver essa situação.

Como se não bastasse isso, Joni sua melhor amiga, começa a namorar alguém que não vale a pena (estou sendo boazinha, pois o rapaz é um grande idiota), mas como se não bastasse toda a situação, ele é o ex-namorado do quarterback, sim ele é o ex namorado da poderosa Infinite Darlene. E com isso as coisas começam a complicar porque você não sabe se o rapaz está mesmo afim da Joni ou se está fazendo isso apenas para deixar Infinite Darlene com ciúme.

Por fim, Noah tem que ajudar um amigo que sofre muito porque seus pais não aceitam sua sexualidade. Tony é alguém maravilhoso e sofri muito todas as vezes que algo ficava complicado para o lado dele, pois nem sempre alguém encontra amigos que possam ajudar nesse tipo de situação.

Cada personagem além de ter suas características marcantes encantam o leitor de diferentes formas, pois você pode ver cada um representando alguma classe e desconstruindo paradigmas, ou simplesmente encantando com sua personalidade apaixonante. 

É um daqueles livros que não tem como não se apaixonar por ele e como eu amo a escrita do autor posso dizer que fiquei grudada no livro até conseguir terminar.
Com um final bonito, o livro vem trazendo diversos assuntos que o leitor pode refletir e acima de tudo aprender!
Vale ressaltar que ao final da leitura ainda somos apesentados a um pequeno conto sobre Infinite Darlene e como ele descobriu que era transsexual. 

Não me recordo de achar qualquer erro na leitura e a diagramação está ótima!
Em determinado ponto da vida, eu me dei conta de que estava vivendo uma vida muito finita, e não queria mais isso. Sei que a finitude é inevitável, pois todos nós morremos, nenhum de nós pode andar até a lua, e assim por diante. Mas ainda quero viver minha vida infinitamente. Quero viver como se qualquer coisa fosse possível. Porque é tedioso demais, incolor demais viver finitamente. Sei que não vou viver para sempre, mas quero poder seguir em qualquer direção que me pareça certa.

15 comentários

  1. Nunca li nada do Levithan e o tema é bem diferente das resenhas que costumo ler, resenhas de livros dele. O tema é delicado, mas atual, e por isso é sempre válido que se fale bastante... talvez um dia a ideia amadureça na mente dos preconceituosos.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li nada do autor, mas vejo muitas críticas positivas sobre os livros dele, ainda mais por apresentar esta temática super polêmica (que não vejo motivo nenhum). O título eu já conhecia mas ainda não tinha lido a sinopse e nenhuma resenha. Gostei de conhecer a história, achei interessante o cenário que o autor propôs, sem preconceitos, e o desenrolar também me interessou, fiquei curiosa para conhecer a história mais a fundo. Gostei da resenha e da dica.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Ainda não li nada do Levithan, mas já vi falar muito sobre esse livro e estou com muita vontade de ler, adorei como ele coloca a escola onde os personagens estudam, achei bem legal ele mostrar duas realidade diferente com os protagonistas e com certeza quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  4. Já conhecia o livro "de vista" e fiquei com muita vontade de ler. Deve ser um sonho mesmo encontrar um lugar livre de preconceitos. Isso só fez minha vontade de ler "garoto encontra garoto" aumentar mais ainda.
    Antes de tudo, imaginava que seria mais um livro com o tema de homossexualidade e como deve ser aceito pela sociedade. Mas, vai bem mais além do que isso. E espero ler o livro em breve para ver se minha visão sobre o livro está certa ou errada. Espero que esteja certa, porque se for, esse livro vai ter tudo para se tornar um dos meus queridinhos. Porque pensa numa pessoa que chorou lendo "will e will" asjiajsiaj

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu já ouvi falar algumas coisas desse livro mas, não tenho uma boa experiência com o autor desde Will, Will
    Apesar de tudo, acho a capa bem bonita e a premissa interessante mas, acho que passo
    Minha dislexia só me faz querer chamar o autor de Leviathan hahahah
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oi
    Eu li esse livro não faz muito tempo e gostei bastante.Os personagens são mesmo uns amorzinhos,tirando o namorado da Joni ,Chuck ,na verdade nem lembro se era esse o nome dele.Mas a construção da relação entre o Paul e o Noah é ótima de se acompanhar,o Levithan não me decepcionou nesse livro.Sem dúvidas uma ótima leitura.

    ResponderExcluir
  7. Cada resenha dos livros que eu vejo do David Levithan, mais eu tenho vontade em conhecer suas histórias! Com Garoto Encontra Garoto não é diferente. Vendo sua resenha, vi que o livro aparenta ter uma ótima história, e sem falar que os personagens são incríveis! Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve!

    ResponderExcluir
  8. Oi Alice! Ainda não tive a oportunidade de ler nenhuma das obras de David Levithan, mas sei que todas elas são maravilhosas e que encantam qualquer leitor. E essa história mostra ser muito interessante por abordar uma temática complicada ainda tão discutida e que divide tantas opiniões.
    Amei a sua resenha, adicionei em minha lista de leitura e se você gostou tenho certeza que compartilharei deste sentimento ;)
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada do autor mas pelo que vi aqui parece ser bastante conhecido e elogiado.
    Parece ser um bom livro pela sua resenha, apesar de não gostar muito de livros do gênero.

    ResponderExcluir
  10. Ainda não li nada desse autor, mas confesso que tenho muita vontade, acho que irei começar por esse que pelo que pude ver na sua resenha é um livro emocionante e muito bom

    ResponderExcluir
  11. gostei da resenha, já conhecia o livro mas nao li ainda nenhum do autor, fiquei interessada já que aborda um tema bem interessante

    ResponderExcluir
  12. Nunca li nenhum livro do autor, porém estou louca para ler. Os personagens parecem ser cativantes, do tipo que nos faz sofrer ou nos alegrar junto com eles e acho super bom o autor abordar assuntos desse tipo, já que hoje em dia há muito preconceito. Parece ser um ótimo livro.

    ResponderExcluir
  13. Eu li esse livro e adorei, dei muitas risadas e cara é como vc disse, nao tem como nao se apaixonar, eu li 3 livros do autor, e pra mim esse dos que li foi o melhor...rsrs
    Vc pegou leve com o novo namorado da Joni... o cara realmente é insuportavel... rsrs
    esse livro é muito bom <3

    ResponderExcluir
  14. Alice, eu nunca li nada do David Levithan, mas estou super curioso para Todo Dia. Porém, em relação à Garoto encontra Garoto houve situações que me agradaram e outras não. O ponto forte do livro é o cenário, com a inexistência do preconceito e a disponibilidade dos dois garotos principais em ajudar o próximo. Fiquei indeciso sobre a leitura.

    ResponderExcluir
  15. Já li muitos comentários positivos sobre os livros do David Levithan, mas ainda não li nem um livro dele, já tinha visto esse livro, mas ainda não tinha lido nem uma resenha sobre ele, e depois de ler essa sua resenha super positiva referente a história do livro, não tive como não pretender ler, o livro parece bom.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!