13 junho 2016

Resenha: O Pequeno Príncipe


Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Editora: Geração Editorial
Número de páginas: 160
Ano: 2015
Avaliação☆☆☆☆☆

Sinopse: Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança.


O livro conta a história de um piloto que cai com seu avião no deserto e encontra uma criança no local e a mesma veio de um planeta distante da Terra. Assim começa a narrativa da vida do pequeno príncipe e seus momentos com o piloto de avião.

O piloto recebe um pedido nada comum do pequeno príncipe. O mesmo pede para que ele faça um desenho de um carneiro, pois exitem baobás em seu planeta que crescem muito e caso não seja feito nada o planeta sofrerá uma catástrofe, por isso ele precisa que o carneiro coma as raízes dos baobás.

A história é meiga, simples e muito cativante! Na primeira vez que eu li O Pequeno Príncipe confesso que não gostei, que não me tocou em nenhum momento e eu não conseguia entender como alguém poderia gostar desse livro. Passei muito tempo não gostando da história até que me deparei com esse exemplar cheio de ilustrações e com várias folhas coloridas que me fizeram entender "visualmente" a história do pequeno príncipe. Talvez eu só precisasse de um "empurrãozinho".

O livro fala de amor, amizade, de ingenuidade, responsabilidade e tantas outras coisas que eu poderia citar, mas cada leitura que faço do livro eu percebo que algo me toca mais do que na leitura anterior. É aquele tipo de livro que precisa ser "sentido" durante a leitura.

A editora com certeza está de parabéns pelo exemplar que me ajudou a captar a magia da história que eu não consegui perceber na minha adolescência.
Não achei qualquer erro, a edição é de capa dura, cheia de ilustrações e contém um extra sobre o autor e sua obra.

Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.

4 comentários

  1. Oi amiga, menina não lembro de ter lido este livro, eu acho que não li, rsrs E por enquanto não leria não, mas que bom que vc teve uma outra percepção do significado e da mensagem do livro..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  2. Lembro-me que já faz muitos mas muitos anos mesmo que li esse livro. Eu o tinha ganhado de um parente e ele se tonou meu livro de cabeceira. Depois emprestei para alguém e nunca mais o vi. A mensagem do livro é de uma singeleza sem par e existe trechos que vc tem que ler duas veze para captar seu real significado. Lindo. Preciso comprar um para ter em minha coleção já que o meu foi-se.

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice ^^
    Também lembro de não ter gostado de O Pequeno Príncipe na primeira leitura. Mas a partir da segunda me apeguei, único problema que tenho é com quem diz que é o melhor livro infantil do mundo de todos os tempos. Mas opinião é que nem cu. Ops. Desculpa.
    Quero ler aquela versão que saiu da animação que ainda nem vi! :'(
    Parabéns pela resenha. Ainda tenho que ter vergonha na cara e fazer resenha dele lá no PN.
    Bjs :*

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre lia citações desse livro e pessoas dizendo o quanto ele é fofo e muito bom porém ,eu nunca soube do que se tratava e eu sempre tive bastante curiosidade em lê-lo.E pela resenha eu percebi que ele é melhor do que eu imaginava e agora fiquei mais curiosa para ler esse livro que cativou tantas pessoas.Vou adicioná-lo agora a minha lista haha,ótima resenha.Bjss

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!