08 outubro 2017

Resenha: Como Agarrar Uma Herdeira - Agentes da Coroa


Autora: Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 304
Ano: 2017
Avaliação☆☆☆☆☆

Sinopse: Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.
A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação, que o desarma completamente.

Caroline Trent passou a vida toda indo de um lar para o outro após ter ficado orfã muito cedo. Seus tutores nunca foram agradáveis e por todos os lares que passou ela sempre teve uma vida miserável. Quando Caroline chegou a casa de Oliver Prewitt ela percebeu que o homem estava começando a ficar obcecado com a herança da jovem, mas para manter o dinheiro sob posse dele o mesmo precisava que Caroline casasse com o filho dele - só que isso nunca aconteceria.

Então Oliver acaba dando uma noite de folga para os empregados e deixa seu filho com uma única missão, ele precisa violar Caroline para que eles possam se casar e assim a herança da jovem estará em seu poder, mas as coisas não saem nada como ele imagina. Então começamos a leitura com Caroline fugindo depois de dar uma bela lição no filho de Oliver.

Após sua fuga, a jovem é capturada por Blake. Ele acha que ela é a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon e apesar de Caroline estar nervosa com toda a situação, ela não irá reclamar. Afinal, ela precisa ficar escondida por algumas semanas até completar 21 anos e só a partir daí ela poderá controlar sua própria herança. 

Blake acaba sentindo-se atraído por "Carlotta" e isso não é nada fácil, afinal ela é uma espiã perigosa e ele precisa descobrir o que ela estava fazendo ali, a segurança do país depende disso.
Caroline não está com pressa de ser desmascarada, afinal ela está muito bem escondida de seu tutor onde se encontra, mas será que a farsa durará tanto tempo?

O casal acaba brigando o tempo todo por diversas coisas, pois Caroline sente a necessidade de ajudar Blake e ele não gosta dessa ideia. 
Os dois sentem uma atração avassaladora, mas devido ao passado de Blake eles não conseguem viver essa paixão, pois o mesmo vive atormentando-se com acontecimentos que não podem ser consertados. 
O homem fica constantemente atormentado durante a leitura, mas pelo visto ele não vai conseguir impedir seus sentimentos por muito tempo.

O livro é divertido, envolvente e com certeza me surpreendeu. Apesar de dar uma destoada em um momento, a leitura não ficou enfadonha. 
O livro tem uma pequena mudança de clima quando alguns fatores são revelados, mas nada que atrapalhe a leitura. 
Gostei muito do casal e me diverti bastante com os personagens secundários, principalmente com James que será um dos protagonistas do próximo livro.

Essa foi a primeira vez que li algo da autora - sou nova no gênero - e só tenho elogios a tecer pela escrita da mesma. Li o livro em pouco tempo e não consegui me concentrar em outras coisas até finalizar a história, com certeza fui "pega de jeito" pela autora e em breve pretendo não só ler o próximo livro, mas como também outras séries que ela escreveu.

Inclusive preciso citar que em cada começo de capítulo temos uma palavra nova do dicionário pessoal de Caroline, no qual ela faz questão de empregar novas palavras ao seu vocabulário sempre que possível. 
Gostei muito da capa e a diagramação está excelente, contudo achei um único erro de gramática que não incomoda, mas que vale a pena ser citado. Talvez o erro tenha passado despercebido visto que trata-se apenas de uma única letra faltando em uma palavra. 
No mais não tenho nada para reclamar do trabalho gráfico feito na obra. 

pro.ce.dên.ci:a (substantivo). Origem, proveniência.
Não posso alegar conhecer ou compreender a procedência do amor romântico, mas estou certa de que é algo que precisa não ser compreendido, mas apenas apreciado e venerado.

2 comentários

  1. Alice!
    Gosto demais de romances de época também e os da Julia são queridinhos.
    Quero demais poder ler mais essa série que se inicia, principalmente por ver que vai dar muita confusão, já que a protagonista é confundida com uma espiã, tem o lance do tutor, enfim, todo o drama que gosto muito.
    Desejo uma ótima semana produtiva!
    “Saber quando se deve esperar é o grande segredo do sucesso.” (Xavier Maistre)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE OUTUBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  2. Anda não tive oportunidade de ler nenhum livro da Julia, pra ser sincera estou esperando o momento e o livro certo, fiquei traumatizada com uns livros de epoca que andei lendo, achei um horror embora adore a linguagem e os costumes. Sei que os da Julia são outra historia talvez eles me animem a querer voltar para esse genero. Mas dentre tantos, qual seria? Assim como essa resenha e tantas outras,me parecem livros muito açucarados e com mocinhas chatas, estou errada?

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!