maio 28, 2018

Resenha: A Verdade Sobre Amores e Duques - Querida conselheira amorosa


Autora: Laura Lee Guhrke
Editora: Harlequin
Número de Páginas: 320
Ano: 2018
Avaliação:  ☆☆☆☆
Sinopse: Henry Cavanaugh, duque de Torquil, anseia por uma vida ordenada e previsível. A única que o ajuda com isso era a mãe... até ela se apaixonar por um artista e decidir seguir o conselho amoroso de Lady Truelove, largando tudo para seguir os desejos do coração. Agora Henry vai exigir que a mulher mexeriqueira que deu aquele conselho imprudente o ajude a impedir que o nome da sua família acabe na lama.Irene Deverill é o que a sociedade londrina considera uma ovelha negra: dirige o jornal da família, é uma solteirona e tem orgulho disso! Mas ninguém sabe que ela possui um grande problema nas mãos: o duque de Torquil demanda que ela o ajude a resolver os problemas da sua família. Esse relacionamento forçado fará despertar nela sentimentos que nunca pensou possuir.

Henry Cavanaugh é um homem que tem uma vida contida e ordenada. Ele segue a risca as regras que a sociedade e sua posição impõe, mas quando algo recaí sobre sua família as coisas começam a seguir rumos inesperados. 
A mãe de Henry mandou uma carta para um tabloide de fofocas a fim de conseguir algum conselho amoroso de Lady Truelove, e após ter sua resposta a duquesa foge com o amante para poder contrair matrimônio. 

O Duque fica completamente possesso com o ato da mãe, ela não pensou nas consequências que isso acarretaria para a família, e afim de evitar o pior o Duque vai ao escritório do jornal para tentar descobrir se Lady Truelove sabe o paradeiro da mãe. É nesse momento que ele conhece Irene Deverill.
Irene é uma mulher forte, independente e que vive sua vida da melhor maneira possível. Ela reergueu o negócio da família das cinzas, pois seu pai acabou levando o jornal a falência e agora o jornal dela é bastante rentável e consegue sustentar sua família. 

A jovem terá de fazer uma escolha: ela poderá ajudar Henry com seu "problema" ou terá de enfrentar as consequências. 
Irene é aquele tipo de mulher que luta por seus direitos em uma sociedade machista que ainda acha que a mulher tem de ser tratada como propriedade do homem. Ela bate de frente com as pessoas e luta por seus ideais; esses com certeza são uns dos seus pontos fortes e o que me fez amá-la logo de cara.

Henry sente-se atraído por Irene logo no início, mas ele não deseja sucumbir a essa paixão, pois considera esse tipo de coisa uma completa fraqueza - uma vez ele já foi fraco e imprudente no passado, por isso ele tenta não cometer o mesmo erro no presente. 
O livro aborda diversos temas interessantes, gostei muito de ver as conversas entre Henry e Irene e acima de tudo gostei dela colocando o seu argumento em porquê as mulheres merecem ter direitos - considerando a época em que ela se encontra, foram pensamentos maravilhosos e inspiradores.

Temos diálogos engraçados e cenas quentes que balanceiam bastante a história. Sem contar que os personagens secundários tornam tudo ainda mais interessante. 
Gostei muito de acompanhar o romance dos dois, mas tenho uma observação quanto ao final: eu gostaria que ele tivesse sido mais trabalhado! Achei o final um pouco corrido, mas nada que tenha estragado a leitura. 

Tanto a capa como a diagramação desse livro estão ótimas, a editora está de parabéns. Não encontrei erro durante a leitura e com certeza aguardo ansiosamente pelo próximo livro da série. 

- A senhorita não faz a menor ideia do que significa ser um duque.
- E o Senhor não faz a menor ideia de como é trabalhar para se sustentar.
- Nem gostaria de saber.
- Uma declaração que não me surpreende nem um pouco. Pela aparência de suas roupas, o trabalho não lhe cairia bem.

10 comentários

  1. Oi, Alice.

    Ambos os personagens, apesar de se envolverem nesse embate, demonstram que apenas querem o melhor para a mãe dele.

    Além disso, a Irene se destaca por sua irreverência e por estar à frente do seu tempo e por buscar sua independência. Que por sinal, são características bem marcantes.

    Vou acrescentar esse livro na minha listinha, pois os romances de épocas estão me conquistando cada vez mais.

    ResponderExcluir
  2. Tenho adorado me aventurar nestes romances de época.rs Cada vez me divirto mais e ainda dou uns bons suspiros.
    A vingança pode até ser legalzinha,mas o amor? Ah, o amor....rs
    E pelo que li acima, o casal tem tudo para viver um amor daqueles bem construídos pouco a pouco.
    Ainda mais quando são dois personagens bem diferentes e ao mesmo tempo, tão iguais.
    Vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Gostei bastante da sua resenha, amo romances de época e irei amar fazer essa leitura :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Alice.
    Adoro romances de época e gostei bastante da premissa desse livro.
    Irene parece uma personagem bem forte e determinada, e achei bem interessante ela ser dona do jornal e escrever uma coluna.
    Henry parece o típico personagem que no início tem algumas ideias como verdade, mas que ao longo do tempo vê que nada é preto e branco.
    Já quero ler esse livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Eu sou apaixonada por romance de época, ainda quando é com Duques!
    Parece ser um livro muito gostoso de ler, com várias cenas engraçadas.
    Adorei a dica, já quero.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nenhum romance de época, então não sei muito o que esperar deles! Esse livro parece ser bom, mas não sei se começaria a ler romances de época com esse livro! A personagem que me chamou a atenção mesmo foi Irene, que luta por seus direitos, em uma sociedade machista! Outro ponto positivo são as cenas engraçadas, o que torna a leitura melhor!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Alice!
    Amo romance de época, esse livro ainda não li tenho conhecimento dele por resenhas.
    Quero ler quando tiver oportunidade por causa da Irene, uma mulher forte que batalha pelos seus direitos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Alice!
    Gosto bastante de personagens determinados e fortes, que lutam pelo que quer, assim como admiro personagens femininos que deixa claro suas opiniões diante de uma sociedade machista, por isso tenho certeza que assim como aconteceu com você também irei amar a Irene!...
    Ah, eu amooo livros com diálogos engraçados, é o meu tipo de escrita favorita, e não vejo a hora de ler A Verdade Sobre Amores e Duques!... Valeu pela dica. Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Parece ser uma historia bem agradável de se ler, as personagens femininas tem grande destaque a mãe do Duque vai viver seu amor sem se importar com a sociedade e a protagonista comanda um jornal, acontecimentos esses difíceis de acontecer nessa época, eu gosto disso.

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi falar muito bem desse livro e ele parece ser ótimo. Amo romances de época irei adicionar ele em minha lista. Sua resenha ficou linda e me encheu mais de vontade de ler

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!