setembro 27, 2018

Review: Koe no Katachi


Gênero: Animação, Drama, Romance e Anime
Duração: 130 minutos
Classificação: 12 anos (a classificação dessa obra encontrasse diferente em determinados lugares)
Avaliação:  ☆☆☆☆
Sinopse: Shouko Nishimiya é uma estudante com deficiência auditiva. Durante o ensino fundamental, após se transferir para uma nova escola, Shouko passa a ser alvo de bullying e em pouco tempo precisa se transferir. O que ela não esperava é que alguns anos depois, Ishida Shouya, um dos valentões que tanto a fez sofrer no passado, surgisse de novo em sua vida com um novo propósito.

Ishida começa a ficar incomodado com a presença de uma nova aluna em sua classe. Shouko tem deficiência auditiva e para poder comunicar-se com os outros alunos ela precisa escrever tudo em um caderno, visto que os alunos não falam a linguagem dos sinais. 
O garoto começa a ficar tão incomodado com a presença dela, que passa a praticar bullying com a garota, chegando até mesmo a machucá-la fisicamente. 

Começamos a acompanhar a passividade dos outros alunos que fingem que nada daquilo está acontecendo, mas as coisas começam a mudar gradativamente.
Depois de todas as coisas horríveis que Ishida fez com a garota, ele parece ter mudado, mas mostrar isso nem sempre é fácil. Ele quer redimir-se depois de tudo o que ele fez no passado, por isso ele vai tentar de tudo para fazer com que Shouko seja sua amiga. 


O filme é divido em duas partes! Na primeira temos os personagens principais retratados como crianças e as consequências de suas ações influenciam não apenas os colegas de classe como também suas famílias. A primeira parte do filme é bastante revoltante de assistir e confesso que tive que parar em alguns momentos, de tanta raiva que eu acabei sentindo.
Na segunda parte vemos os personagens mais velhos e vamos acompanhando como eles evoluíram, como tudo o que aconteceu no passado os afetou emocionalmente. 

A animação não aborda apenas bullying, mas também vemos amizade, suicídio, relacionamentos amorosos e familiares. 
Apesar de ter vários subtemas abordados, eu fiquei um pouco agoniada em alguns momentos, pois são muitos personagens e muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, e isso acabou fazendo com que eu não me envolvesse tanto quanto gostaria.

A história é ótima, mas é tanta coisa acontecendo que eu não conseguia acompanhar tudo (emocionalmente falando). 
O filme tem duas horas e poderia abordar uma quantidade menor de temas. Talvez se tivesse focado em alguns temas mais que em outros, eu teria gostado muito mais do filme. 

Vemos personagens tentando lidar com o arrependimento e levando a vida da melhor maneira possível, mas isso nunca é fácil. Então não assista achando que vai ser um filme feliz, porque não vai.
Talvez você se sinta frustrado, impotente e triste, mas vale a pena pela reflexão. 
No mais foi uma animação bastante interessante e apenas fiquei incomodada com os pontos citados. Visualmente falando essa animação é maravilhosa, os traços, as cores, tudo simplesmente incrível. 

6 comentários

  1. Sou apaixonada em animações! E confesso que não sabia da existência desta citada e mostrada acima.
    Mas como o tema é totalmente atual e corriqueiro, infelizmente, gostei muito de tudo que li e com certeza, irei procurar, mesmo com este ponto negativo do excesso. Tudo que é demais acaba se tornando cansativo em algum momento!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Não vejo tantas animações quanto deveria e assim a dica de filme é interessante. Mas tenho que dizer que essas histórias que nos fazem sentir raiva e impotência são difíceis de digerir, e acho que ia acabar pulando partes desse filme. Ainda assim, as reflexões que ele gera parecem interessante e vou ver se tento assistir mais a frente ;)

    ResponderExcluir
  3. Olá, Alice
    Depois de ler fui pesquisar esse anime e comecei a assistir.
    É um pouco triste mesmo, mas as cores e os desenhos são perfeitos.
    Obrigada pela dica, beijos!

    ResponderExcluir
  4. Alice é apaixonada que fala?
    Ain meu Deus...Tenho me interessado mto em animes, claro que me falta mta oportunidade para ler livros, mas eu ainda chego lá...
    Eu amei!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro animes, apesar de normalmente assistir os que tem mais ação,mas confesso que esse me interessou, e sei que assim como voce vou me irritar com a primeira parte,mas fico feliz em saber que ele mudara e tentara concertar os seus erros do passado.

    ResponderExcluir
  6. Oi amiga, eu nunca vi um anime, talvez se os cavaleiros do zodíaco for né, vi quando era adolescente e adorava.
    Acho que ficaria agoniada com esse bullying tb.


    Beijos Mila
    http://dailyofbooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!