Resenha: Clube do Livro dos Homens

 


Autora: Lyssa Kay Adams

Editora: Arqueiro 

Número de Páginas: 320

Ano: 2021

Avaliação:  ☆☆☆☆☆

Sinopse: A primeira regra do clube do livro é: não fale sobre o clube do livro
Gavin Scott é um astro do beisebol, devotado ao esporte. No auge de sua carreira, ele descobre um segredo humilhante: a esposa, Thea, sempre fingiu ter prazer na cama. Magoado, Gavin para de falar com ela e acaba piorando o relacionamento, que já vinha se deteriorando. Quando Thea pede o divórcio, ele percebe que o orgulho e o medo podem fazê-lo perder tudo.
Bem-vindos ao Clube do Livro dos Homens
Desesperado, Gavin encontra ajuda onde menos espera: um clube secreto de romances, composto por alguns dos seus colegas de time. Para salvar seu casamento, eles recorrem à leitura de uma sensual trama de época, Cortejando a condessa. Só que vai ser preciso muito mais do que palavras floreadas e gestos grandiosos para que Gavin recupere a confiança da esposa.

Gavin Scott é um astro do beisebol, ele é casado com Thea e juntos eles tem duas lindas filhinhas gêmeas. Gavin é completamente dedicado ao esporte, e por isso muitas vezes não está em casa quando necessário (como por exemplo no nascimento das filhas, ele estava longe trabalhando); em uma noite ele acaba descobrindo um segredo terrível, sua esposa finge ter prazer na cama.
Gavin fica magoado com a nova informação e acaba piorando mais as coisas entre ele e a esposa, com isso a situação vai piorando a ponto de Thea pedir o divórcio. Assim que os amigos de Gavin sabem do  ocorrido eles decidem intervir, eles irão ajudá-lo a reconquistar a esposa. É aí que o leitor conhece o Clube do Livro dos Homens; o clube tem o intuito de contornar as crises matrimoniais seguindo alguns conselhos dos personagens de livros (romances de época), dentre outras coisas. 

Gavin acha tudo completamente estúpido, mas se ler um livro irá ajudar seu casamento ele acredita que deve dar uma oportunidade. Mas, ele está enganando, Gavin precisa por em prática o que está lendo, precisa aprender a não ter medo dos seus sentimentos e é nesse momento que ele começa uma viagem através da leitura e isso irá refletir dentro de si.

Do outro lado temos Thea, uma mulher forte que está em conflito com seus sentimentos, que tem duas filhas para cuidar, que deseja voltar a universidade e que tem uma irmã que a apoia profundamente. Thea ama o marido mais que tudo, porém ela está magoada no modo como ele lidou com a situação entre eles. Ela acredita que o casamento não tem mais volta, mas quando seu marido pede um tempo para reconquista-la Thea acaba cedendo, lá no fundo do seu coração mesmo que ela não queira admitir, Thea ainda deseja ficar com Gavin.

Gavin começa a ler o livro, ter encontros com seus amigos para aprender o que deseja fazer e mesmo não prestando atenção, ele está evoluindo aos poucos, mas ainda não tem coragem de dizer para os amigos o que afastou ele da esposa. 
Temos vários personagens secundários interessantes, temos por exemplo as esposas do beisebol, um grupo que é formado apenas por mulheres de jogadores de beisebol e vemos que algumas são legais e adoráveis, mas outras vivem em guerra com qualquer uma que não se encaixa no estilo de vida delas e quem não se encaixa? Thea. Além de travar uma guerra no casamento, terá de lidar com mulheres mesquinhas e passivo agressivas que se acham melhores que as outras. 

O livro é divertido e aos poucos vamos vendo que a história vai crescendo e tocando em assuntos interessantes, realmente me surpreendeu de forma positiva. Apesar de achar que o clube do livro apareceu bem pouco na leitura, eu gostei muito da história. Vi homens tentando entender seus sentimentos, agradar suas parceiras e saber que tudo bem ser vulnerável as vezes, fora que foi muito engraçado as situações em que Gavin tentava flertar com a esposa. 
Algo que me incomodou na história foi Lyssa, a irmã de Thea. Ela é simplesmente insuportável e passa o livro todo perturbando a irmã sobre o casamento, fica parecendo que ela não quer que a irmã seja feliz, ela não é nada agradável e sinceramente um grande atraso na vida de Thea. Eu entendo que elas tiveram uma infância muito difícil, mas isso não é motivo para ser intragável. 

A leitura está em terceira pessoa e alterna os capítulos entre Thea e Gavin, vários assuntos são abordados além do casamento entre os dois, como por exemplo o relacionamento entre Thea com os pais problemáticos, realmente algo que Gavin deixou passar despercebido. 
A história é fluída, envolvente e com certeza valeu a pena ler. Espero ansiosa pelo próximo livro da série e desejo que a autora coloque um pouco mais sobre o clube do livro, fiquei intrigada com alguns dos personagens masculinos e não vejo a hora de ler sobre suas histórias. 
Li o livro em ebook, então nada a declarar sobre a edição física.


"Nós somos a soma das nossas experiências, que também definem nossas ações. Assim como nos romances. Tudo pelo que o personagem passou antes do início do livro vai determinar como ele reage às coisas que acontecem durante o livro."

0 comentários ♡