Lançamentos de Maio: Faro Editorial / Avis Rara [2021]


Sinopse: Escrito no século IV antes de Cristo, e um dos livros mais lidos e aclamados ao longo de milênios, os ensinamentos de Sun Tzu seguem inspirando pessoas em todo mundo por seu espírito atemporal. Como isso é possível? As táticas para vencer uma batalha, conhecer seu inimigo, o campo do combate e as consequências de suas escolhas, não mudam. O que muda é quem as coloca em prática e de que forma, essa é a verdadeira arte da guerra! A Faro Editorial lança mais um clássico pelo selo Avis Rara, “A Arte da Guerra” de Sun Tzu. Uma das leituras obrigatórias para empreendedores, gestores de todas as áreas, militares e universitários, o livro apresenta táticas de batalha que são aplicáveis em todas as áreas da vida, e que seguem acompanhado gerações e gerações.Hoje, seus ensinamentos foram transportados para longe dos campos de batalha, tornando-a uma das obras mais importantes sobre estratégia profissional, tanto para empresas quanto para indivíduos que desejam alcançar sucesso em qualquer área da vida.
Algumas das lições fundamentais de Sun Tzu sobre lutar e vencer todas as batalhas:
• A excelência suprema consiste em minar a resistência do inimigo e vencê-lo sem que haja qualquer batalha.
• Informação é crucial. Nunca vá para a batalha sem saber o que pode enfrentar.
• Um líder comanda pelo exemplo, não pela força.
• A invencibilidade está na defesa; a possibilidade de vitória, no ataque. Quem se defende mostra que sua força é inadequada; quem ataca mostra que ela é abundante.
• A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar.


Sinopse: O pós-modernismo é definido por uma atitude de ceticismo, ironia ou rejeição aos estudos consagrados de toda a trajetória humana. É também extremamente crítico da racionalidade do Iluminismo e concentra seus esforços no papel da ideologia para a manutenção do poder político ou econômico. E em grande parte, é nele que tem se baseado o discurso da esquerda moderna, e é preciso entender o porquê dessa mudança e como isso atinge diversas camadas sociais.
A Faro Editorial lança este mês pelo selo Avis Rara “Guerra Cultural”, livro do filósofo canadense Stephen R.C Hicks, que explica o pós-modernismo e como ele se infiltrou na mídia, na cultura, na educação, na política e em outras esferas sociais.
O pós-modernismo frequentemente propõe a flexibilização de conceitos ou tenta ressignificar ideias, a fim de estabelecer suas narrativas, quase sempre, impossíveis de serem verificadas, afinal, sua proposta é manter-se no ambiente das incertezas. E essa é sua principal arma política.
Com base em uma detalhada análise filosófica, Stephen Hicks explica como determinadas ideias - a reação cética ao Iluminismo, as premissas coletivistas e a consciência da crise do socialismo real - serviram de fundação para a emergência da nova esquerda pós-moderna.
Essas ideias foram adotadas não apenas por motivos teóricos, mas também políticos: o relativismo e o niilismo presentes nas ideias pós-modernas permitem que a esquerda possa, de uma só vez, subjugar seus adversários e manter sua fé num projeto coletivista que a história já demonstrou inviável.


Sinopse: Quando a sociedade tem um problema ela chama a polícia, e quando a polícia tem um problema? Ela chama as tropas de elite. E nas empresas? Como e a quem recorrer nos momentos de crise ou de necessidade de aprimoramento, mais qualidade na produção e realinhamento de produtos e serviços? É aí que os profissionais de alta performance fazem toda a diferença, mas afinal, quais são as competências e como aprimorar esse potencial?
A Faro Editorial lança este mês o livro “Super Performance”, de Diógenes Lucca, um dos comandantes criadores do GATE – tropa de elite da Polícia Militar de São Paulo -, um dos maiores negociadores da polícia brasileira, e professor de negociação na FIA. Na obra, Diógenes explica como os fundamentos das tropas de elite da polícia são aplicáveis no mundo corporativo para profissionais de elite.
Em todo o mundo, as equipes de elite têm como particularidade uma mesma característica: serem verdadeiras ilhas de excelência dentro das próprias instituições. Essas tropas são times que têm como obsessão a busca pelo erro zero, o trabalho perfeito, cliente feliz e o trabalho que que retroalimenta o ciclo pelo alto nível em todas as fases de uma atividade em equipe.
Com sua experiência no comando de tropas especiais em mais de uma década, Diógenes Lucca mostra como essas excelências exigidas podem ser aplicadas no mundo corporativo.
O autor oferece ferramentas comportamentais e indica quais atitudes precisam ser incorporadas para alcançar níveis de máxima performance. Quem deseja estar muito acima da média é necessário investir na mudança de mentalidade sobre como explorar a criatividade, trilhar caminhos novos, chegar sempre na frente e cumprir seu objetivo, sem queimar etapas.

Quer conferir mais lançamentos sobre o selo AVIS RARA? Clique aqui


0 comentários ♡