Resenha: Os Segredos de Colin Bridgerton - Os Bridgertons

 

Autora: Julia Quinn

Editora: Arqueiro 

Número de Páginas: 336

Ano: 336

Avaliação:  ☆☆ (2,5)

Sinopse: Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade.
Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum.
Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente.
No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.

Nesse quarto livro da série Os Bridgertons teremos um salto no tempo. Nessa história Penelope já tem 28 anos e é considerada basicamente uma solteirona, ela ainda nutre uma paixão secreta por Colin Bridgerton que continua indo em suas longas viagens ao exterior.
Colin acaba voltando para casa depois de um longo período viajando e começa a enxergar que Penelope mudou, Penelope tornou-se uma mulher interessante e de certa forma atraente na nova percepção de Colin, mas a verdade é que Colin nunca prestou atenção em Penelope e agora depois de mais velho começa a perceber coisas que antes nunca sequer havia cogitado. 

Em um dos eventos sociais a famosa Lady Danbury dá o ar da sua graça e acaba lançando um desafio, quem conseguir desmascarar Lady Whistledown ganhará a recompensa de mil libras, a sociedade que não tem mais nada para fazer começa a caçar quem será a misteriosa escritora. 
Colin parece meio perdido boa parte do livro, ele simplesmente só consegue viajar para conhecer lugares, mas de fato ele não tem grandes realizações em sua vida e isso começa aos poucos a consumi-lo, é um momento confuso e de descobertas para ele. E tudo começa ficar ainda mais confuso quando Penelope lhe pede um beijo, ela pode aceitar ser uma solteirona para o resto de sua vida, mas ela precisa pelo menos ter sido beijada uma única vez e Colin lhe concede seu desejo.

A partir daqui vemos um Colin desesperado para entender seus sentimentos, ele até mesmo busca seus irmãos para conversar acerca do momento que está passando. Enquanto isso Lady Danbury dá pequenas alfinetadas no quase casal (nos eventos sociais) sempre que pode, ela deseja que eles fiquem juntos e parece que o destino está trabalhando para tal coisa, mas é nesse momento em que Colin descobre o segredo de Penelope. 

Depois disso o livro começa a ficar focado mais no segredo dela do que no romance em si, isso me incomodou profundamente. O leitor conhece um lado de Colin que até então era desconhecido, vemos um Colin invejoso por Penelope ter mais realizações que ele, na verdade por ter qualquer tipo de realização na vida enquanto ele não fez absolutamente nada que não fosse viajar e escrever em um diário. Ele começa a ficar insuportável com o fato de que podem descobrir quem é Penelope, por isso durante vários momentos ele reclama do segredo dela e isso incomoda muito, o romance é bastante fraco e sem graça, depois do beijo deles o livro foi engraçado/interessante apenas no momento em que ele conhece vários integrantes da família de Penelope, tirando isso fica cansativo todos esses momentos de birra que ele faz. 

Li esse livro apenas por Penelope, ela é divertida e adorável, enquanto que Colin foi uma completa decepção para mim. Talvez eu tenha esperado muito desse livro, pois várias pessoas confirmam que é o melhor da série, mas desde o livro anterior a série só vem piorando e não sei se lerei o próximo, pelo menos não por enquanto. 
O livro não tem tantas tramas ou reviravoltas, apenas bailes horrorosos, pequenas fofocas, segredos e uma ou outra extorsão. Se não fosse por alguns personagens eu com certeza teria abandonado a leitura e vale ressaltar que apesar de eu não ter gostado do livro, você pode gostar!

Li o livro em ebook, por isso não falarei nada acerca da edição física. 
E foi então que ele se deu conta de que Daphne estava certa. O seu amor não tinha sido como um raio caído do céu. Começara com um sorriso, com uma palavra, com um olhar zombeteiro. A cada segundo que passara na companhia dela, crescera até chegarem àquele momento, e de repente ele soube.Ele a amava.
Ela o amava. Sempre o amara. Até mesmo agora, quando estava tão irada com ele que mal o reconhecia, quando ele estava tão irado com ela que ela nem ao menos sabia se gostava dele, o amava.

0 comentários ♡