Resenha: Mariposa - Diabo de Bolso

junho 20, 2022

 

Autor: G. C. Bellfox 

Editora: Palavra & Verso 

Número de Páginas: 63

Ano: 2021

Avaliação:  ☆☆

Sinopse: Em seu primeiro volume, a obra de terror apresenta uma protagonista que, visitava pelo demônio Caos, recebe um celular que traz consigo o poder de manipular o destino de pessoas, e decide usá-lo para fazer vingança por mulheres que sofreram males diversos. Sob o emblema da mariposa, usará das próprias forças do mal para, paradoxalmente, tornar-se justiceira. No entanto, restam dúvidas: o que é a justiça de fato, e todo e qualquer artifício é válido de ser usado para alcançá-la? A trama inspirada no anime japonês Death Note trará dilemas morais e éticos, além acompanhar uma busca ensandecida por justiça e poder.

Nesse quadrinho curto iremos acompanhar a trama de uma protagonista que busca por justiça a qualquer custo, um dia ela é visitada pelo demônio do Caos e recebe um celular com o poder de manipular o destino das pessoas. Sob a justificativa de vingar as mulheres que sofreram abusos, a personagem começa a fazer sua justiça e usa os poderes que lhe foram concedidos.
Afinal, é possível praticar a justiça usando qualquer meio necessário? O quadrinho tem o intuito de fazer o leitor refletir sobre os dilemas éticos de determinadas situações, o conceito é bom, mas a execução da obra em si não é tão boa assim!

A história é basicamente um Death Note com diálogos confusos, a busca por poder e justiça é bem fraca, pois a personagem principal não convence nenhum pouco em sua jornada e tem atitudes nada inteligentes durante a trama. Parece que o autor apenas pegou o conceito de Death Note e tentou emplacar de qualquer jeito na história achando que faria sucesso por ser inspirado no mangá. 

A história é bem rápida e é possível ler no mesmo dia, infelizmente a personagem não é nada cativante e os diálogos não ajudam muito. 
Esse volume termina com um gancho para uma continuação e por ser uma história curta não falarei muito para não dar spoilers, mas no geral gostei das ilustrações e espero que a trama melhor trabalhada no próximo volume. 

Li através do kindle unlimited e confesso que me arrependi um pouco, mas vale lembrar que essa é a minha opinião, pois você pode ler e gostar da obra. 



Postar um comentário