22 setembro 2013

Resenha: Depois dos Quinze



Autora: Bruna Vieira
Editora: Gutenberg
Número de páginas: 200
Ano: 2012
Avaliação: ☆☆☆☆☆



Sinopse: Bruna Vieira tem 18 anos, é colunista da Revista Capricho e dona de um blog chamado Depois dos Quinze. Começou a escrever porque descobriu que o amor da sua vida era na verdade o amor de uma das centenas de fases que ela já viveu. Desde então, com a ordem das palavras escritas e compartilhadas nas redes sociais, Bruna superou a timidez, viajou para a Europa, fez duas tatuagens, mudou de vez para São Paulo e tornou-se uma das adolescentes brasileiras mais influentes da internet com milhares de fãs-leitoras-amigas-seguidoras. Nesse livro você encontra uma mistura de histórias, desabafos e segredos de uma garota que nasceu no interior, ama animais, usa boinas coloridas e ainda acredita no amor simples e verdadeiro.


Esse livro é um apanhado de vários  pequenos textos que a autora foi escrevendo ao longo da sua adolescência. E não se engane se você for pegar o livro para ler achando que é algo mirabolante/ magnifico.
Não, você está errado. Melhor parar por ai mesmo!

Esse livro é simples, pequeno e delicado. Fala de amor, de perdas, de histórias dramáticas bem estilo mexicano aonde tudo é uma tempestade em um simples copo de água, os hormônios estão a flor da pele e o drama "corre solto". Mas quem aqui nunca passou ou está passando pela fase difícil do amor adolescente? Aonde tudo parece ser multiplicado por mil e você acha que a qualquer momento tudo pode acabar para sempre, então que atire a primeira pedra.


Porque ele é bem dramático,e foi por isso que gostei dele.
Vi muitos leitores criticando sobre ser tudo um pouco do mesmo (referente ao blog), mas minha gente, pensem comigo: além de ser o primeiro livro, é um apanhado de textos soltos sobre as várias fases de amores sofridos que a autora teve em sua adolescência, vocês queriam o que??
A autora acabou criando o blog Depois dos quinze por causa de um termino de relacionamento e lá colocava seus pensamentos através de palavras.

Eu achei os textos bem interessantes, me lembrei de todos os meus problemas amorosos, de todo o drama mexicano que era minha vida , concordei com muita coisa, entendi muita coisa e sorri em diversos momentos.
O livro foi comparado com auto ajuda por alguns leitores, discordo dessa ideia. Achei que o livro pareceu um pequeno diário com reflexões de alguém que quebrou muito a cara e tem a mente cheia de pensamentos sobre sua vida amorosa, pequenos conselhos para garotas que sofrem de paixões avassaladoras momentâneas que parecem ser eternas.

Adorei a diagramação do livro, tudo nele é muito fofo e dentro possui algumas páginas coloridas com fotos e textos.
Acho que o fato de ter sido feito todo um "alvoroço" por esse livro fez com que muita gente "quebra-se a cara" (só vejo reclamação no skoob), mas se for um livro para ler sem expectativa, só com o coração aberto para uma leitura leve, sim ele é uma ótima pedida.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!