26 dezembro 2014

Resenha: O Inverno das Fadas


Autora: Carolina Munhóz
Editora: Fantasy - Casa da Palavra
Número de páginas: 304
Ano: 2012
Avaliação☆☆

Sinopse:  EXISTEM PESSOAS NORMAIS em nosso planeta. Homens e mulheres simples que nascem e morrem sem deixar uma marca muito grande ou mesmo significativa na humanidade. Mas existem outros que possuem talentos inexplicáveis. Um brilho próprio capaz de tocar gerações. Como eles conseguem ter esses dons? De onde vem a inspiração para criar trabalho maravilhosos? São cantores com vozes de anjos, artistas com mãos de criadores e escritores imortais.Existe uma explicação para isso.Sophia é uma Leanan Sídhe, uma fada-amante, considerada musa para humanos talentosos. Ela é capaz de seduzir e inspirar um homem a escrever um best-seller ou criar uma canção para se tornar um hit mundial. A fada dá o poder para que a pessoa se torne uma estrela, um verdadeiro ícone, ao mesmo tempo em que se aproveita da energia do escolhido para alimentar-se.Causando loucura e morte.

Nesse livro conhecemos a história da linda Sophia. Uma Leanan Sídhe que tem como objetivo de vida inspirar artistas pelo mundo afora e extrair deles o mais "puro talento" fazendo com que os mesmos consigam alcançar uma posição de sucesso no mundo humano fazendo com que o trabalho deles seja um completo sucesso.

Contudo a pessoa escolhida acaba enlouquecendo e está fadada a morrer após chegar ao ápice do sucesso. É assim que uma fada como Sophia vive seus dias e caso não se alimente devidamente ela está destinada a morrer, por isso querendo ou não ela tem que inspirar as pessoas para continuar vivendo. Mesmo que o preço para continuar viva seja a morte de alguém!

William é um jovem escritor que cuida do sebo de seu pai e tem tido visões de uma mulher incrivelmente bonita. Essa mulher não poderia ser outra pessoa que não fosse Sophia e depois de muito tempo os dois acabam encontrando-se pessoalmente. Para a surpresa da jovem fada ela começa a se envolver com o escritor de uma forma única e isso irá colocar em risco não apenas sua vida como a de William.
Ele acaba escrevendo mais e mais a cada dia, e claro começa a se destacar no que está fazendo, mas tudo isso tem um preço.

Como ela irá continuar com ele sem matá-lo? Ele irão conseguir viver esse amor?
O livro é interessante, porém Sophia foi um verdadeiro tormento para mim. Ela é sem graça e nenhum pouco forte como personagem. Sinceramente não é só a reclamação por matar as pessoas para viver, mas também como ela não tenta mudar nada e fica sempre preocupando os outros ao seu redor.

Achei a narrativa meio forçada e sem vida alguma, fiquei cansada da leitura e sinceramente não me envolvi nenhum pouco.
A capa realmente chamou muito a minha atenção e foi um dos motivos que eu resolvi ler, mas tenho que parar de me deixar apenas por isso porque algumas vezes eu acabo me arrependendo.

Do meio para o fim eu só queria que a história acabasse logo e não estava torcendo pelo "final feliz" como é de costume, pois ao invés disso queria que alguém morresse logo para acabar com tudo.
Bom, então eles tiveram um final feliz? Isso só você lendo para descobrir, mas uma coisa é certa: não lerei algo da autora por algum tempo porque a narrativa dela não me agradou nenhum pouco!

Não me lembro de encontrar nenhum erro no livro e a diagramação é boa, nada demais a acrescentar. Realmente não foi uma leitura agradável e só posso dizer que uma das poucas coisas boas que eu gostei foi o universo das fadas criado pela autora. Isso sim me animou e veio com pequenos detalhes e com certeza ela deu uma pesquisada para criar algumas coisas, mas isso não foi suficiente para me convencer.

16 comentários

  1. Acho a capa desse livro tão maravilhosa, mas pelo que você falou o livro em si não é tão convincente assim, fadas também não são minhas criaturas sobrenaturais favoritas mas tenho bastante curiosidade, enfim, quem sabe eu dê uma chance para esse livro caso o encontre em promoção.
    P.s: Adorei sua resenha e adoro o blog também, parabéns e espero que tenha tido um ótimo natal!
    Beijos.
    Se puder, dá uma olhadinha no meu blog: Blog Palavrear-se :)

    ResponderExcluir
  2. Oi,
    Eu também não gostei desse livro e depois dele não li mais nada da autora, apesar de estar com vontade de ler o novo lançamento dela.
    Não consegui me envolver com a história e esse desejo de que acabasse logo eu também senti.
    Outra coisa que me encomodou foram as cenas picantes pois não havia em lugar nenhum avisando sobre o conteúdo, e eu não gosto de ler histórias assim.
    Realmente foi uma pena, pois a ideia era muito boa.
    Bjuss;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a ideia do livro é realmente muito boa.
      eu n tenho nada contra cenas de sexo, mas acho que tem que avisar mesmo pq nem todo mundo gosta!
      eu quero ler o último lançamento dela tbm, mas sei lá todo mundo dizendo que é bom ai vou ler e pá n curto D:

      Excluir
  3. puxa, tinha td pra ser bom, mas pelo jeito, neh... =T
    é tão chato quando o livro tem uma boa premissa mas a escrita/narrativa não empolga... :(
    bjs, Alice ^^
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tinha mesmo.
      sabe muita gente, muita mesmo..curtiu esse livro, mas alguns (como eu) ficam se perguntando o que a autora pensou quando escreveu isso D:

      Excluir
  4. Oi, Flor! Tudo bom?
    Não tenho nada contra Fadas também, mas confesso que fiquei surpresa por esse ser o tema do livro, adoro novidades! Acho no fundo o motivo dela nobre "ajudando" as pessoas, principalmente os que precisam de criatividade. Achei curiosa essa ligação entre a Fada e a pessoa que ela está ligada, de qualquer maneira, os dois morrem, não é?
    Essa é uma situação bem complicada a que ela está vivendo, ele finalmente está conseguindo o sucesso que merece com sua obra, mas o fim é trágico mas precisa ser evitado, como fazer isso?
    Achei interessante a escolha para o livro mas fiquei triste ao ler que nossa protagonista é fraca e sem sal. Já existem muitos livros em que as mocinhas precisam ser salvas, agora mais um? Irei procurar um pouco mais sobre o livro, mas ele não me agradou tanto assim, uma pena. Gostei muito da sua sinceridade para com a resenha, parabéns!

    Beijinhos,
    www.percepcoes.blog.br

    ResponderExcluir
  5. Abandonei o livro bem no início, que escrita mais chata :((((
    Eu criei tantas expectativas pra essa capa, e esse título que foi só decepção!

    ResponderExcluir
  6. Oi Alice, tudo bem?
    Com sinceridade, sempre vejo esse livro em promo la no submarino, mas nunca tive um pingo de vontade de ler, tanto da autora, quanto do marido dela, o Raphael. Acho que os dois são um bando de estrelinhas, que alcançaram maior fama pelo destaque e não pelas obras em questão. As da Carolina principalmente. Mesmo antes da sua resenha, ja achava a historia aguada e a sinopse super chatinha. Pessoalmente não me aventuraria na leitura nem se me dessem o livro.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  7. A capa realmente é de babar e estava querendo ler esse livro a um tempo (na época de lançamento, lembro, saiu muita resenha positivo), mas acabei adiando e agora com sua resenha, sinto que vou enrolar mais ainda.
    Adoro dar chance para os autores brasileiros, mas parece que tenho um sempre um pé atrás, com medo de me decepcionar. É uma coisa meio: se eu gosto do autor (br), AMO, se não... É. Decepciono muito.
    Vai entender.
    Ótima resenha, foi bem objetiva quanto a sua opinião, o que ajuda um leitor indeciso como eu, a rever a listinha de prioridades de leitura.

    Beijos,
    Vitória
    Cabeças de Vento

    ResponderExcluir
  8. Oi Alice já tinha falado no instagram mas falo aqui tbm, seu layouts um mais lindo que o outro =D

    Sobre o livro não conhecia, mas adorei conhece-lo através da sua resenha! Fiquei bem curiosa apesar da sua nota não tão boa!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada pelo elogio <3
      menina as vezes eu penso q se não funciona pra mim pode funcionar pra outro. então quem sabe vc n curte a leitura né!

      Excluir
  9. Nunca me identifiquei muito com esse universo das fadas! E, ironicamente, bem diferente da visão encantada da Disney, elas estão sempre relacionadas à situações negativas. Uma pena que o livro não conquiste pela narrativa, a ideia em si é interessante - apesar do meu pé atrás com o assunto. De qualquer forma, é melhor acreditar na versão que dizem que elas são como a ave de Afrodite - mensageiras que viajavam sob a forma de pássaros! Parece ser uma maneira mais feliz de encará-las! :)

    Beijo, beijo - http://megsarmybookclub.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. A capa e o nome não me chamaram atenção já que eu não sou mt fã de fadas, mas depois de ler a sinopse achei interessante! Lendo sua resenha também vi um enredo promissor, uma ideia bem bacana que despertou minha curiosidade e me faria ler quem sabe. Mas é uma pena que a autora não soube desenvolver bem, pelo seu ponto de vista! =(

    ResponderExcluir
  11. Quero muito ler algo da autora! Só vejo elogios sobre os livros dela. *-*
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. q bom, espero que goste visto que eu não gostei!

      Excluir
  12. Cara, o livro é uma droga. A narrativa da autora é terrivelmente arrastada e limitada, ao melhor estilo fanfiction. Alice, você conseguiu, em ALGUM MOMENTO, encontrar uma explicação razoável para a protagonista se apaixonar pelo rapaz ou ALGUM MOTIVO para ele ser imune aos encantos dela? Além do desfecho terrivelmente metafísico, com um blá blá blá espiritual, o mundo das fadas também parece ser feito de gelatina e pudins, em nenhum momento é descrito como é ou como funciona a relação entre o mundo real e o mundo fantástico.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!