08 setembro 2015

Resenha: Memórias de Uma Gueixa


Autor: Arthur Golden
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 448
Ano: 2015
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: Olhos cinza-azulados. Muita água em sua personalidade, é o que diz a tradição japonesa. A água que sempre encontra fendas onde se infiltrar, cujo destino não pode ser detido. Assim é Sayuri, uma das gueixas mais famosas de Gion, o principal distrito dessa arte milenar em Kioto. Com um olhar, ela é capaz de seduzir. Com uma dança, ela deixa os homens a seus pés. O que ninguém sabe é que, por trás da gueixa de sucesso, há um passado de perdas e desilusões de uma mulher que, desde o dia em que o pai a vendeu como escrava, fez cada uma de suas escolhas motivada pelo amor ao único homem que lhe estendeu a mão. Neste livro acompanhamos sua transformação enquanto ela deixa para trás a infância no vilarejo pobre e aprende a rigorosa arte de ser uma gueixa: dança e música, quimonos e maquiagens; como servir o chá de modo a revelar apenas um vislumbre da parte interna do pulso; como sobreviver num mundo onde o que conta são as aparências, onde a virgindade de uma menina é leiloada, onde o amor é considerado uma ilusão. Já idosa, vivendo nos Estados Unidos, ela narra suas memórias com a sabedoria de quem teve uma vida longa e o lirismo de quem soube encontrar nela seu lado mais doce. Neste relato único, que reúne romance, erotismo e, muitas vezes, a dura realidade, Arthur Golden desenvolve uma escrita refinada e dá voz a uma personagem instigante e humana que conquistou milhões de leitores em todo o mundo.

Esse é o livro mais poético e de certo modo, mais melancólico que eu li esse ano. Sem dúvida a leitura me tocou profundamente.
O livro é narrado pela personagem principal e nele conhecemos seus medos, anseios e sentimentos de forma profunda. 
A dor é uma coisa muito esquisita; ficamos tão desamparados diante dela. É como uma janela que simplesmente se abre conforme seu próprio capricho. O aposento fica frio, e nada podemos fazer senão tremer. Mas abre-se menos cada vez, e menos ainda. E um dia no espantamos porque ela se foi.
Sayuri é uma das gueixas mais famosas de Gion, mas nem sempre foi conhecida por esse nome.
Chiyo nasceu em uma vila de pescadores e em sua inocência acaba achando que será adotada por um homem que ela tem muito apreço (já que sua família vai de mal a pior). 
Mas, não é isso que acontece. Ela é sua irmã são vendidas, pois seu pai já perdeu uma família e agora com a mãe das meninas doente ele não poderá cuidar delas, e com a promessa de uma vida melhor ele aceita a proposta do homem e vende as filhas.

As irmãs acabam sendo separadas e Chiyo acaba tornando-se uma criada em uma das okyias de Gion, porém futuramente fará um treinamento para torna-se uma bela gueixa. Infelizmente nada é tão fácil assim!
Chiyo é frequentemente maltratada por Hatsumomo, um das gueixas mais bonitas de Gion que tem uma inveja enorme da pequena Chiyo.

Graças a essa inveja Chiyo acaba sendo castigada diversas vezes, pois Hatsumomo a coloca em vários problemas. Com a esperança de fugir da okyia a pequena tenta de tudo, mas ao que parece ela está destinada a ser uma gueixa.

O livro conta as memórias de Chiyo e de como tornou-se uma grande gueixa. É uma leitura com uma grande carga cultural e nos mostra a verdadeira face de uma gueixa. 
Diferente do que muitos pensam, as gueixas não são prostitutas de luxo, mas são grandes artistas que são criadas para entreter homens com sua beleza e talentos.

Fiquei comovida com a história e encantada pelo modo como me foi apresentado o mundo das gueixas. É uma leitura delicada e flui muito bem, a escrita do autor é ótima e faz com que o leitor sinta-se muito envolvido com a história.

A diagramação está de parabéns, não achei qualquer erro na leitura e gostei dessa nova capa. Sei que muitas pessoas não gostaram na mudança, mas eu gostei.
É uma leitura recomendada para todos os gostos.
Nem eu nem você sabemos qual é o seu destino. E talvez você nunca saiba! O destino não é sempre como uma festa no fim da tarde. Às vezes é apenas lutar na vida, dia após dia.

31 comentários

  1. Sempre ouvi falar deste livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha. Lendo sua resenha me interessei ainda mais pelo livro, é muito legal conhecer culturas diferentes, além da trama apresentada pelo livro ser muito boa. Gostei da dica!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros de memórias, e esse parece muito interessante, mostrando um pouco da cultura japonesa e com um clima mais adulto e emocionante. Estou louco para ler, adorei a resenha. P.S. : Amo gueixas ♥
    Abraços :)

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro a cultura japonesa, e a parte artística é o que me chama mais atenção. Vendo essa resenha, pude perceber que o conteúdo é ótimo, não só pela a história em si, mas por se tratar de algo que existe até hoje, e que é bastante respeitado: As gueixas!

    ResponderExcluir
  4. Meeu deus como eu amei esse livro *__*
    Ele e de uma delicadeza na escrita e uma historia tão envolvente que ele se tornou um dos meus favoritos!
    Eu fiquei apaixonada pelo livro tanto quanto pelo filme <33
    Bjooos
    http://chacombolacha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Vi muitos comentários positivos sobre este livro e foi o que me faz adicioná-lo em minha lista de leituras, sua resenha está muito boa, preciso urgentemente deste livro, pretendo ler em breve.

    ResponderExcluir
  6. Adoro quando os livros nos ensinam algo além de nos transmitir uma história. Gosto de conhecer culturas diversas e me integrar mais no que acontece em outras partes do mundo e me parece que é exatamente isso que acontece ao se ler Memórias de uma Gueixa.
    Eu já tinha ouvido falar do filme, mas ainda não assisti e quando soube do livro, fiquei contente de não ter assistido ainda para conhecer a história através do livro. Mas acabou que o tempo foi passando e eu não fiz nem um nem outro. Essa republicação da Arqueiro serviu como um alerta para mim. Espero conseguir ler o livro dessa vez e amar tanto quanto tenho lido as pessoas amarem.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. eu só vi o filme e até hoje não consegui ter o livro em mãos... mas quando vi esse lançamento fiquei bem empolgada... que bom que a leitura te agradou, certamente vou gostar tbm, ainda mais por causa dos elementos melancolicos contidos na narrativa...
    espero gostar da leitura...

    ResponderExcluir
  8. Esse livro é vida <3
    Prefiro a capa antiga, mas essa nova é linda tbm. Eu amo esse livro, já li a tempo, na edição antiga por outra editora e meu é muito amor (já percebeu né?)
    Recomendo que assiste o livro, vai gostar mais ainda. (eu acho)
    http://odiariodoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Realmente, a história é comovente e linda, tenho o livro e o filme, mas não curti tanto essa capa, gosto mais da antiga :D

    ResponderExcluir
  10. Eu tinha esse livro e vendi ;(
    Pela sua resenha deu pra ver que o livro é lindo e muito comovente, vou tentar achar de novo pra ler

    ResponderExcluir
  11. Livros poéticos e melancólicos me ganham sempre!
    Estou pra ler esse livro já um tempo, mas ainda não deu. Sua resenha me empolgou muito! Hha

    ResponderExcluir
  12. Oi Alice, morro de vontade de ler esse livro. Primeiro pela carga dramático que ele tem e segundo pela cultura chinesa que me atrai muito. Assim que puder quer ler, ainda mais com essa capa nova, que ficou divina.
    B-jussss!
    http://www.quemlesabeporque.com/

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Conheço bastante gente que ama esse livro, mas eu mesmo não tenho a menor curiosidade de conhecer a história. Acho que não iria me agradar muito.

    Beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Sua resenha me fez ter vontade de solicitar o livro agora mesmo kkkkkk
    Mas tu sabe como to atolada com livros grandes, né? kkkk
    Vou solicitar assim que possível, essa história me atraiu muito e sinto que vou gostar muito dela.
    bjs bjs

    ResponderExcluir
  15. Eu já li e gostei muito, contudo esse livro deu uma grande polêmica, pois conta muitas inverdades sobre o mundo das gueixas, tanto é que a própria Mineko Iwasaki escreveu um livro para desmentir muitas coisas que são ditas sobre ela no livro do Arthur. Se sentir curiosidade o nome do livro é Minha Vida Como Gueixa, ainda não li, pois é caro e estou sem dinheiro.

    ResponderExcluir
  16. Alice, acredito que deve ser uma história muito interessante.
    De verdade, não sei nada sobre gueixas e iria adorar conhecer sobre elas, ainda mais depois de quão bem você falou da história.
    Espero ler e me envolver assim como você.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  17. Li tantos, mais TANTAS resenhas positivas desse livro que estou convencida, preciso conferir eu mesma essa história.
    Fiquei ainda mais feliz em saber que o livro é poético e melancólico.
    A premissa é realmente top, nunca li nada parecido

    ResponderExcluir
  18. Oi, tudo bem?
    Eu sempre quis ler esse livro, mas só esse ano consegui e gente, fiquei completamente apaixonada pela história. Enfim, fico feliz em ver que o livro também conquistou você e eu também gostei da nova capa, na verdade gosto mais dela do que a outra.

    Beijos :*
    Larissa - srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Eu já amava o filme. Quando li o livro, só acabou de consolidar meu amor por essa história. Acho maravilhoso, a leitura gostosa, assim como você achou. Não sei se você assistiu ao filme, caso não tenha, assista! É lindo!
    Eu sou uma das pessoas que realmente prefere a capa antiga! Ainda bem que é a que eu tenho! :D

    Infinitos Livros

    ResponderExcluir
  20. Oii,
    Não conhecia o livro mas a premissa não me conquistou.
    Vivi
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  21. Ainda não li o livro. Mas o fime eu vi.
    É lindo e emociona...

    Beijinhoss...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Gente, essa é uma das histórias mais lindas que eu já li na minha vida. Sou completamente apaixonada, é um livro que todo mundo deveria ler.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Oi! Desculpe, chame de preconceito ou do que for, mas não curto ler histórias japonesas e nem chinesas o.o

    E o fato da obra ser meio poética me desanima, pois não curto coisas poéticas, haha. Mas fico feliz que gostou do livro :)

    Bjs!

    Jhon.

    ResponderExcluir
  24. Ola. A capa do livro é linda e já vi varias resenhas dele mas a premissa nao me encantou digamos assim hehe. Mas gostei da sua resenha.

    Beijão da Lari
    http://brilliantdiamond-bg.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  25. Oie
    Achei essa capa bem mais linda que a anterior.E eu conheço muito pouco sobre as gueixas então esse livro será um aprendizado.A história deve ser muito interessante e traz uma grande carga emocional ao leitor.E sua resenha sendo tão positiva sem dúvidas vou querer lê -lo.

    ResponderExcluir
  26. Oi Alice
    Então, eu sou um grande fã do filme Memórias de Uma Gueixa tanto que o meu desejo é que a minha primeira filha se chame Sayuri. :D
    Faz anos que desejo ler essa obra. Lembro que quando eu soube da sua existência eu me martirizei por não saber. Infelizmente, ainda não pude adquiri-la, mas pretendo daqui p/ o ano que vem.
    Lendo a resenha já vejo umas diferenças sutis do livro p/ o filme como, por exemplo, ela contando sua trajetória sendo idosa. Lembro que não havia isso no filme.
    Sayuri foi uma personagem que sofreu bastante e que sempre tentou encontrar sua irmã.
    Tenho um grande apresso pelas gueixas.
    Espero que a adaptação cinematográfica tenha feito jus a essa obra. Quero me envolver tb não escrita do Golden e logo !!!
    Confesso que ainda estou dividido em gostar ou desgostar dessa capa. Quem sabe eu vendo um exemplar na minha frente, em minhas mãos, eu tome uma opinião definitiva.
    Parabéns pela resenha, Alice. Que bom que vc teve aprendizado lendo essa obra. ^^
    Bjs

    P. S. = nunca consegui gostar dessa Hatsumomo!!!


    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  27. Alice, sempre ouvi falar desse livro, mas não sei se tô numa fase boa pra ler coisas melancólicas. Talvez em algum outro momento da minha vida, mas fico feliz que você tenha gostado e aprendido bastante durante a leitura.

    ResponderExcluir
  28. Eu ouvi falar extremamente bem desse livro, e confesso que tenho muita curiosidade em conhecê-lo. Acho a capa maravilhosa, e como tenho verdadeiro interesse pela cultura oriental, principalmente pela lenda das gueixas, acho que a leitura seria extremamente proveitosa. Além disso, a carga emocional da história parece enorme, eu gosto de livros que fazem-nos pensar sobre detalhes tão densos e carregados de consequências, e isso é exatamente o que esse título faz.

    ResponderExcluir
  29. Oii!

    Sempre quis ler esse livro, pois parece ser muito bom! A minha mãe já leu e disse que é ótimo então não vejo a hora de ler ^^
    Amei a sua resenha e já anotei a dica!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  30. Oi!
    Gosto muito de livros que tem carga cultural e sempre bom aprender sobre outras culturas e esse livro me deixou muito interessada principalmente por ter uma narrativa mais pela relato é mesmo não gostando de livros muito melancólicos, vou dar uma chance a esse !!

    ResponderExcluir
  31. Oi, tudo bem?
    Quaando essa nova edição saiu vi bastantes comentários positivos, só que eu não me senti atraído por essa história, não descarto totalmente, mas não seria algo que eu leria no momento.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!