12 julho 2016

Resenha: Caminho das Sombras - Anjo da noite


Autor: Brent Weeks
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 432
Ano: 2016
Avaliação☆☆☆
Sinopse: Para Durzo Blint, matar é uma arte... e ele é o artista mais talentoso da cidade. Temido por muitos, Durzo é uma lenda viva com as mãos manchadas de sangue e nenhuma culpa pelas vítimas que deixa pelo caminho.Esse mundo sombrio também não é novidade para o jovem Azoth. Sobrevivendo entre becos sujos, ele aprendeu que a esperança é uma piada. Pelas regras das guildas, crianças são agredidas e surradas todos os dias.
Tentar contestar essa realidade seria um risco alto demais. Mas quando a morte se torna questão de tempo para ele e seus amigos, Azoth se vê forçado a vencer o medo e agarrar a chance de virar um derramador, um assassino. Ele precisa se tornar discípulo de Durzo Blint.
Para ser aceito, o garoto abandona sua antiga vida e abraça uma nova identidade. Ao se tornar Kylar Stern, ele aprenderá a transitar no mundo dos nobres, sobreviver às magias de seus inimigos e cultivar uma amizade muito especial: a da escuridão.


Azoth é só mais um dos muitos meninos que vive nas Tocas e faz parte de uma guilda de ladrões. Ele precisa levar dinheiro diariamente para pagar sua moradia, caso contrário ele não terá onde ficar e viver na parte mais pobre da cidade pode ser bem perigoso para alguém da sua idade. 
Porém Azoth está cansado de viver daquele jeito sem contar é claro, as constantes humilhações, por isso decide que irá seguir seu sonho de torna-se aprendiz de um dos melhores Derramadores de Cenária, Durzo Blint.

Após passar por uma grande tarefa que era praticamente impossível de ser feito e depois de alguns acontecimentos, Azoth finalmente acaba sendo aceito por Durzo como aprendiz. Nesse momento Azoth precisa trocar de nome e começa a viver como um aprendiz de assassino (dentre outras coisas).
Será que Azoth tem o que é necessário para ser um bom assassino? 

Vamos vendo diversos personagens secundários durante a leitura, o mundo criado pelo autor vai se abrindo na frente do leitor e cada vez mais vamos conhecemos um pouco mais sobre os Derramadores, e outros personagens de vários cantos da cidade de Cenária.

A leitura é cheia de reviravoltas, mas ainda assim senti que faltava algo no livro. Creio que pelo fato de ser uma história que precisa de muitos detalhes e por ser o primeiro livro da série, eu tenha ficado com essa sensação de vazio em alguns momentos, mas acredito que vai ser suprida no próximo livro. Porque vai ser preciso que o autor aprofunde mais algumas coisas na história.

O livro é cheio de magia, também nos mostra uma politica/governo cheio de traições e mentiras, que acaba pecando em muitos sentidos com o povo.
Vemos o crescimento bem rápido de personagens e vamos acompanhando bem de perto os personagens necessários para a trama no momento. 

Apesar de ter encontrado vários erros durante a leitura, a diagramação estava ótima na medida do possível e gostei muito da capa.

Quem era Kylar para matar um lenda?

5 comentários

  1. Oi amiga, estava bem curiosa com este livro, por ser fantasia eu fiquei com vontade de ler, porém, quis ler algumas resenhas primeiro. Ler sua resenha me fez perceber que não vou gostar da leitura..

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  2. Oi Alice,achei essa história um pouco confusa.Não é o tipo de livro que tenho o hábito de ler... Não sei... Talvez eu até ache interessante.
    Mas não entra para os meus desejados.

    ResponderExcluir
  3. Gostei da trama dessa distopia, parece uma boa leitura =)
    Mas acho que o enrendo poderia ser um pouco mais explicativo e ter mais emoção, mas com a leitura, acho que da pra desenrolar a estória.

    ResponderExcluir
  4. Amei todos os aspectos do livro, como magia, aprendizes...Também amo quando o autor expande o enredo com vários personagens secundários, mas é muito pena que em algumas explicações a leitura tenha ficado superficial, sempre me irrito quando tem esse fator nos livros, gostei da capa, vou iniciar a série

    ResponderExcluir
  5. A capa é linda, mas não é o meu estilo de livro. A história é interessante, mas para mim é um pouco cansativo.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!