09 abril 2017

Resenha: Para Educar Crianças Feministas - Um Manifesto


Autora: Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 96
Ano: 2017
Avaliação:  ☆☆☆☆☆
Sinopse: Após o enorme sucesso de Sejamos todos feministas, Chimamanda Ngozi Adichie retoma o tema da igualdade de gêneros neste manifesto com quinze sugestões de como criar filhos dentro de uma perspectiva feminista. Escrito no formato de uma carta da autora a uma amiga que acaba de se tornar mãe de uma menina, Para educar crianças feministas traz conselhos simples e precisos de como oferecer uma formação igualitária a todas as crianças, o que se inicia pela justa distribuição de tarefas entre pais e mães. E é por isso que este breve manifesto pode ser lido igualmente por homens e mulheres, pais de meninas e meninos. Partindo de sua experiência pessoal para mostrar o longo caminho que ainda temos a percorrer, Adichie oferece uma leitura essencial para quem deseja preparar seus filhos para o mundo contemporâneo e contribuir para uma sociedade mais justa.

Nesse livro a autora escreve uma carta para uma das amigas que havia perguntado como deveria criar a sua filha para ser feminista.
O livro vem abordando diversos conselhos de forma descritiva e interessante, cada conselho vem com uma reflexão sobre o assunto onde a amiga da autora pode ou não colocar em prática.

Vemos situações reais e cotidianas que acontecem com a mulher, porque determinada situação é errada e como aquilo pode melhorar. 
Esse curto manifesto vem trazendo muitas coisas importantes, nos mostra como devemos reconhecer nosso valor e lutar por nossos direitos.

Vemos como muita das vezes reproduzimos o machismo que nos foi ensinado desde criança, em como não percebemos que a todo momento algumas pessoas diminuem as mulheres só pelo fato de serem mulheres. 
O livro é curto, por isso trata as coisas de forma rápida, mas grandes reflexões podem ser feitas em cada tópico. Apesar de algumas pessoas conhecerem alguns tópicos citados, esse livro serve de introdutório e guia simples para uma boa base no assunto.

O livro é direto, curto e com uma leitura fluída. Em pouco tempo o leitor é capaz de acabar o livro, mas terá muito o que pensar depois. Carregado de lições e pensamentos interessantes, a autora me fez passar um bom tempo refletindo sobre os assuntos apontados por ela. Um livro que vale muito a pena ser lido.

9 comentários

  1. Oi, Alice!
    É a primeira resenha que vejo desse manifesto, mas já vi comentários diversos sobre ele desde que foi publicado. Interessante a autora tê-lo divulgado sendo que começou com uma dúvida de uma amiga, legal isso. É péssimo que as mulheres continuem sendo tão inferiorizadas nos dias de hoje, e acaba sendo realmente necessário ensinar as crianças, menino ou menina, que existe igualdade de direitos e posições para todos, e que os pensamentos machistas devem ser extinguidos.

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br ♥
    ♥ DandoUmadeEscritora.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  2. Oi Alice,
    Adorei a dica e certeza que esse livro está na minha lista.
    Não fui criada assim, mas desde nova já achava muita coisa erra e reclamava/reclamo.
    Ótima resenha.

    tenha um ótimo final de semana.
    Fizemos algumas mudanças no Obsession Valley, e com isso mudamos o nome. Venha conhecer o Canto Cultzíneo!
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também não fui criada assim, mas a gente aprende tanta coisa menina.
      opa mudou o blog? vou dar uma olhadinha.

      Excluir
  3. Oi Alice!
    Comprei esse livro na promo de Dia da Mulher na Saraiva e chegou semana passada. Vou te contar que fiquei meio decepcionada com o tamanho dele, além disso pelo que andei folheando as letras são grandes, mas aparentemente mesmo sendo curto ele é capaz de nos trazer grandes reflexões e melhor ainda: mudanças de atitude. Coloquei ele na minha meta desse mês. Sou mãe e preciso desde já criar meu filho de uma forma decente. Também tenho o outro da autora, mas em formato digital.

    Beijos
    Duas Leitoras - no Top Comentarista de Abril você pode escolher entre 4 livros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi kemmy ^^
      eu também não imaginava que ele seria pequeno, mas já sabia que seria fino. foi uma surpresa o tamanho, mas a leitura foi tão satisfatória que o tamanho parou de incomodar.
      espero que goste da leitura.
      também tenho o outro, mas em formato digital e ainda não li.

      Excluir
  4. Alice!
    Importante um livro que nos faça refletir sobre o feminismo.
    O maior problema é que muitos não entendem que o feminismo, não é ser igual ao homem, e sim mostrar que somos mulheres capazes de fazer 'coisas' que foram destinadas aos homens, somo capazes de 'tocar' nossa vida em frente, sem que seja necessária a presença masculina, sem que precisemos nos humilhar ou nos rebaixar para tal.
    Bom que o livro traga essa reflexão para o ensinamento dos filhos.
    “ O amor é a sabedoria dos loucos e a loucura dos sábios.” (Samuel Johnson)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  5. Acho importante discutir o feminismo, mas acima de tudo que isso não seja mais um dos milhares de modismos que acabamos acatando sem entender a profundidade do tema. As vezes vestimos uma camisa de algo e não entendemos oq ue significa de verdade. Não seria um livro que eu leria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ainda bem que ser feminista não é moda ^^ é resistência.

      Excluir
  6. Oi Alice, tudo bem?
    As vezes alguns costumes estão tão enraizados em nós, que mesmo que sejamos contra tais ações, acabamos por vezes, agindo de acordo com eles. Achei super legal a premissa do livro.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!