12 agosto 2017

Resenha: A Melodia Feroz - Monstros da Violência


Autora: Victoria Schwab
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 384
Ano: 2017
Avaliação☆☆☆☆☆

Sinopse: Kate Harker e August Flynn vivem em lados opostos de uma cidade dividida entre Norte e Sul, onde a violência começou a gerar monstros de verdade. Eles são filhos dos líderes desses territórios inimigos e seus objetivos não poderiam ser mais diferentes. Kate sonha em ser tão cruel e impiedosa quanto o pai, que deixa os monstros livres e vende proteção aos humanos. August também quer ser como seu pai: um homem bondoso que defende os inocentes. O problema é que ele é um dos monstros, capaz de roubar a alma das vítimas com apenas uma nota musical. Quando Kate volta à cidade depois de um longo período, August recebe a missão de ficar de olho nela, disfarçado de um garoto comum. Não vai ser fácil para ele esconder sua verdadeira identidade, ainda mais quando uma revolução entre os monstros está prestes a eclodir, obrigando os dois a se unir para conseguir sobreviver.

Devido ao aumento da violência no mundo, cada vez que que a mesma é praticada surge um monstro. Pode ser algo simples ou terrível, esse ato não passa despercebido e algo sinistro acaba nascendo. 
Os monstros são divididos em três grupos: Os Malchais que alimentam-se de sangue, os Corsais que comem carne e ossos, e os Sunais, criaturas que parecem humanas, mas que alimentam-se de almas marcadas pela violência. 

Somos introduzidos a Cidade V, um local separado entre norte e sul. Cada lado é comandado por um lider especifico, porém a paz entre os dois lados não parece estar muito sólida. 
Um dos lados é comandado por Callum Harker, um homem ambicioso que fornece proteção apenas para quem consegue pagar. Além de ser completamente sem principios é um homem que uniu-se aos Malchais. 
Em contra partida temos Henry Flynn, um homem que tenta manter as pessoas seguras do seu lado da cidade e seus filhos são os únicos Sunais que se tem conhecimento. 

Conhecemos Kate, a filha de Harker. Ela quer voltar para casa e deseja provar ao pai que é uma Harker de verdade, diferente de sua mãe. Mas, talvez voltar a cidade para junto de seu pai não seja a melhor decisão. 
Kate conhece August, um garoto misterioso que parece ser diferente de todo mundo que ela já viu. Então a jovem acaba ficando curiosa para saber mais sobre ele, e assim os dois acabam unido-se cada vez mais enquanto descobrem diversas mentiras e traições. 

A trama começa um pouco lenta, porém a medida que a história vai acontecendo você se vê cada vez mais envolvido com a trama e quando percebe vai aprofundando-se cada vez mais nesse mundo cheio de violência.
Gostei muito da história por mostrar personagens comprometidos. Eles precisam superar-se a cada momento caso desejem viver nesse mundo caótico.
Uma leitura que chega a ser profunda e até mesmo real. 

Um livro bem construído e emocionante. Espero sinceramente que a editora lance em breve a continuação.
Vale ressaltar que não existe romance nesse primeiro livro (entre August e Kate), mas conseguimos ver um pouco de amor fraternal entre August e sua irmã de um jeito delicado. O que me deixou bem emocionada e interessada em descobrir um pouco mais sobre a irmã dele. 
Não achei qualquer erro na leitura, a diagramação está maravilhosa e inclusive foi uma das minhas preferidas desse ano. A editora realmente caprichou nessa obra. 

Quando alguém aperta um gatilho, dispara uma bomba, faz um ônibus cheio de turistas cair da ponte, o resultado não são apenas escombros e cadáveres. Existe outra coisa. Algo mau. Uma consequência. Uma repercussão. Uma reação a todo o ódio, dor e morte.

9 comentários

  1. Vi vc postando a resenha e vim correndo ler.
    Como assim não tem romance?
    Recebi ele esses dias e ta aqui na fila e só vejo povo falando que adorou.
    To com medo de ler e querer a continuação desesperadamente rsrs.
    Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. graças a deus nesse livro não tem romance kkk tem mais algo de sobrevivência sabe? inclusive nem faz falta um par romântico na história. se tiver algo futuramente será bem vindo, mas aqui tem algo "diferente".
      menina esse livro é realmente bom, acho que tu vai gostar.

      Excluir
  2. Oi Alice.
    Esse livro tem recebido muitos elogios pela blogosfera e nas redes sociais. Eu achei a premissa interessante, mas como é uma série vou aguardar as resenhas do segundo para ver se vale a pena investir.
    Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Tenho lido resenhas e comentários positivos ,sobre esse livro. Então, estou com uma ótima expectativa para fazer a leitura. Mas acho que vou aguardar sair o próximo livro da série.
    Mas parece ser uma leitura bem cativante e que prende atenção.
    Sua resenha está excelente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Alice, tudo bem?
    Meu livor chegou ontem e eu não vejo a hora de lê-lo. Estou vendo muitos comentários sobre esta estória, e quero conferir com meus olhos. Acho esta premissa maravilhosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Esse livro esta na minha lista de compras quero muito ler, parece ser bem diferente. A leitura parece que deixa o leitor ansioso pelos acontecimentos e suas soluções. Me lembrou nossa realidade que a violência esta cada vez pior, as pessoas realmente parecem monstros sem um pingo de paciência e tolerância zero. Só fiquei meio assim por não ter romance, pois quando não tem pra mim fica faltando algo rs.

    ResponderExcluir
  6. Olá, Alice! Tenho lido mtos comentários positivos sobre o livro e o universo criado pela autora. Gosto do gênero e fiquei curiosa para conhecer a história e a trajetória dos personagens. Já dá para perceber q os protagonistas enfrentarão vários conflitos.

    ResponderExcluir
  7. Alice!
    Diante de tantos livros de fantasia que tem surgido, trazer uma ideia original como a autora fez, deixa mesmo o leitor curioso.
    Adorei essa história de monstros que são criados através de sentimentos ruins, faz uma grande analogia com nossa realidade.
    E vamos aguardar o próximo, né?
    "...Aceite com sabedoria o fato de que o caminho está cheio de contradições. Há momentos de alegria e desespero, confiança e falta de fé, mas vale a pena seguir adiante..."(Paulo Coelho)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE AGOSTO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
  8. Cara, que doido.
    Eu jurava que esse era um desses romances hot pela capa, nunca imaginei que fosse um que abordasse violência e ainda com uma mitologia específica, fiquei muito afim de ler!
    O que achei melhor foi não ter romance e a cidade ser dividida, com um líder duvidoso e outro que tenta fazer tudo correto, parece ter referências da atualidade, o crescimento de todo tipo de violência e o que isso faz com as pessoas, realmente chega a ser profundo e real.
    Espero que a autora mantenha isso e não coloque um romance e que tudo passe a girar em torno disso nos próximos que vierem, mantendo essa premissa pode ser um dos melhores lançamentos do gênero.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!