Review: A Forma da Água


Gênero: Drama, Fantasia e Romance
Duração: 123 minutos
Classificação: 16 anos
Avaliação:  ☆☆☆☆☆
Sinopse: Uma história de amor num mundo mágico e misterioso na América em 1963. Elisa (Sally Hawkins) é uma zeladora muda que trabalha em um laboratório onde um homem anfíbio está sendo mantido em cativeiro. Quando Elisa se apaixona com a criatura, ela elabora um plano para ajudá-lo a escapar com a ajuda de seu vizinho. O mundo exterior do laboratório, no entanto, pode revelar-se mais perigoso para o homem anfíbio do que Elisa poderia ter previsto.

Elisa é uma moça muda que comunica-se através da linguagem de sinais. Ela faz parte da equipe de limpeza em uma instalação de pesquisa do governo e um belo dia acaba vendo a chegada de uma criatura aquática em um dos laboratórios que ela é responsável por limpar. 
Tanto ela quanto sua amiga tentam não envolver-se em confusões, mas Elisa não consegue ficar quieta quando vê a criatura sendo torturada, ela precisa fazer alguma coisa.
Elisa tem uma rotina simples e metódica. Mas, a partir do momento em que seus olhos veem aquela criatura, algo dentro dela começa a mudar e aos poucos vai crescendo uma enorme necessidade de estar por perto daquele "animal". 

Richard Strickland foi a pessoa responsável por trazer a criatura para aquela instalação. Ele passa seu tempo torturando e fazendo com que cada momento da vida do animal seja completamente repleto de dor.
Uma criatura que outrora era cultuada como um Deus, agora está sendo mantida refém sob constante tortura. Mas, nem todas as pessoas da equipe de pesquisa acham as atitudes de Richard corretas. Um dos doutores da equipe além de trabalhar como infiltrado para o país inimigo, tem plena convicção que a criatura pode ser inteligente. E se ele conseguisse retirar  o animal do local?


Em uma série de acontecimentos e reviravoltas, Elisa decide que ela precisa retirar o anfíbio que está sendo mantido em cativeiro. Além de estar completamente apaixonada, ela sabe que aquela situação toda é errada. Ela precisa fazer algo antes que o pior aconteça e é nesse momento que ela consegue a ajuda de seu vizinho.
Enquanto Elisa arquiteta o plano de fuga, Richard começa a sentir-se atraído por ela.

Elisa é uma personagem carismática e expressiva, mesmo que não emita qualquer palavra ela consegue trazer uma grande carga dramática para a cena quando necessário.
O filme é de uma delicadeza sem igual. A história é centrada em um mundo preconceituoso que tem completa aversão ao que é "diferente" do padrão imposto pela sociedade, seja isso raça, sexualidade ou deficiência física.
Elisa não consegue se encaixar nos padrões, mas a partir do momento que ela conhece o anfíbio sua vida finalmente começa a fazer sentido.


Foi um dos melhores filmes que eu assisti esse ano e valeu cada minuto. Com certeza merece todas as 13 indicações ao oscar que recebeu.
Vale ressaltar que a inspiração desse filme partiu do clássico O Monstro da lagoa Negra - 1954.


Esse filme está concorrendo ao Oscar 2018 nas seguintes categorias: Melhor Filme, Melhor Atriz, Melhor Direção, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Roteiro Original, Melhor Design de Produção, Melhor Fotografia, Melhor Figurino, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora Original.

9 comentários:

  1. Concordo em gênero, número e grau! O filme é um dos melhores que já vi também e com certeza, merece todas as indicações!
    Foi o segundo filme que vi desta fase de Oscar e amei cada cena, cada cenário, cada cena.
    Guillermo é um dos grandes do cinema mundial e não há como negar que ele sempre acerta a mão em seus roteiros!
    A trilha sonora deste filme também é fabulosa!!!!
    Super recomendo!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Alice,
    Esse filme é muito apaixonante mesmo.
    Diria até inesqueível, pois ainda não deixei pensar no peixão HAHAHA.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Quero muito assistir o filme. Não faço questão de ler o livro, acho que a história é mais visual.

    ResponderExcluir
  4. Uau, legal saber que você gostou tanto assim do filme. Ouvi muitos comentários dele mas ainda não consegui ir no cinema assistir..

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  5. Esse tá na lista de filmes que preciso ver logo, o trailer já tinha me animado e lendo essa resenha positiva, fiquei ainda mais animada. Só de ouvir falar que a coitada da criatura é torturada já fiquei triste, mas pelo que li é um filme bem sensível e que trata de preconceito de uma forma bem diferente e assim espero poder assisti-lo também logo logo ;)

    ResponderExcluir
  6. Alice!
    Não li o livro ainda, mas bem tenho vontade e ainda tenho mais vontade de assistir o filme, porque além do Del Toro ser um 'cara' super inteligente e versátil, o plot do filme, bem como toda caracterização, são excepicionais.
    Gosto desse lance de amor entre espécies e acredito que ainda, ainda tem a lição de que não há problema algum em se amar o diferente, muito pelo contrário.
    “Acredite que você pode, assim você já está no meio do caminho.” (Theodore Roosevelt)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, quantas indicações ao Oscar! Confesso que só ouvi falar de A forma da água por conta do Oscar pois o filme não faz muito o meu gênero, mas fiquei interessada em assistir, quero saber se a Alice conseguirá salvar o homem anfíbio.
    Ótima crítica. Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Esse foi um dos filmes mais lindos que eu li esse ano adorei cada cena do filme e a mensagem que ele passa simplesmente maravilhosa

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!