4.3.18

Resenha: Tudo Que Acontece Aqui Dentro


Autor: Júlio Hermann
Editora: Faro Editorial
Número de Páginas: 192
Ano: 2018
Avaliação:  ☆☆☆☆☆
Sinopse: Amar e afogarse com os próprios sentimentos e continuar respirando. Tudo o que acontece aqui dentro é uma seleção de crônicas sobre o amor em seus diversos estágios, sobre aprender com as experiências da vida... tratase de um tipo de testamento das coisas do coração. É também um romance narrado pelas memórias de quem as viveu, por cartas que deveriam ter sido rasgadas, registros dos sentimentos pessoais de quem revelou bem mais de si que a maioria de todos nós. Uma das coisas mais bonitas é a maneira com que vamos enfeitando a alma enquanto esperamos alguém chegar "São cartas que escrevi enquanto ainda sentia a ferida arder. Os momentos felizes e os dias em que pensei que não iria aguentar”. Júlio tem um dom. Ele consegue exprimir sobre sentimentos com muita beleza e, ao compartilhar em escritos, permite que nós também possamos nomear o que muitas vezes sentimos e ficamos de algum modo aflitos, por não compreender. É o momento em que o nosso coração encontra a paz. Ele transforma o grito preso nas gargantas em literatura. São linhas que costuram o aprendizado sobre amor com o olhar de uma geração.

Nesse livro encontraremos diversas cartas de amor que foram escritas em diferentes estágios dos relacionamentos.
Encontramos textos que fazem o leitor refletir, entender e até mesmo sentir como se já tivesse experimentado algo parecido em determinados momentos da vida. 

A escrita do autor pega o leitor de jeito e vai arrastando você por diversas sensações, como se toda aquela angustia, felicidade e dor ... fossem suas. Com certeza Júlio tem um dom com as palavras, pois acabei dando uma ou duas pausas entre alguns textos para absorver o impacto que a leitura estava tendo sobre mim. 
O livro é curtinho, mas de um potencial maravilhoso. Sem sombra de dúvida valeu muito a pena ter feito essa leitura. 

Por ser um livro de leitura rápida, não tenho tanto para citar em minha resenha, talvez as minhas palavras não sejam adequadas para transmitir o quanto esse livro me tocou. Eu sou aquele tipo de pessoa que se entrega as sensações e esse livro com certeza me fez sentir.
Como disse Rupi Kaur em um dos seus poemas: eu não sofro eu estilhaço. Essa é a melhor forma de me resumir após essa leitura.

Podemos observar títulos de música ao lado de cada texto e se você é daquele tipo de pessoa que gosta de ler ouvindo música, esse com certeza é o seu momento. Se não gosta, não tem problema. Durante as pausas dessa leitura que tal escutar a música do último texto que você leu? 
O livro está com uma diagramação maravilhosa. Capa com detalhes emborrachados, letras coloridas e é possível encontrar diversas ilustrações no decorrer da leitura.


Amar é afogar-se com os próprios sentimentos e continuar respirando.

5 comentários

  1. Alice!
    Gosto demais quando os livros trazem cartas e se são de amor, mesmo que seja em diversos estágios do relacionamento, fiquei muito interessada na leitura.
    Muito bom quando um autor, consegue tocar o leitor com uma história leve e de linguagem acessível.
    Desejo um mês mais que abençoado, carregadinho de luz e paz e uma semana esplendorosa!
    “Acredite, existem pessoas que não procuram beleza, mas sim coração.” (Cazuza)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  2. Como a romântica incurável que sou, suspiro por este livro desde que foi anunciado seu lançamento e eu não vejo a hora de poder conferir ele. Cartas de amor sempre são lindas, tristes ou melosas demais. Imagina tudo isso reunido num espaço só?
    Adorei a frase do se sentir estilhaçada(o) sobre o sofrimento. E sofrer nem sempre é ruim.rs
    Já está na lista de desejados e espero ler o quanto antes!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. A edição parece estar linda e livros que conseguem tocar o leitor são sempre muito bons de ler e assim curti a dica de leitura ;)

    ResponderExcluir
  4. Alice esse tipo de livro pra mim é a cara de Amanda, não sou muito da linha crônicas e muito menos de amor, sou daquelas pessoas muito arregaçadas pela vida corro de amor, kkkk
    Mas essa edição está linda demais.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  5. Eu acho tão romântico esses livros serem escritos em forma de carta como o livro As Vantagens de Ser Invisível que são simplesmente apaixonante então eu tô muito curiosa em ler mais a respeito desse livro e com certeza vou comprar ele

    ResponderExcluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!