Resenha: Mulheres na Luta


Autora e Ilustradora: Marta Breen e Jenny Jordahl
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 128
Ano: 2019
Avaliação☆☆☆☆☆
Sinopse: Há 150 anos, a vida das mulheres era muito diferente: elas não podiam tomar decisões sobre seu corpo, votar ou ganhar o próprio dinheiro. Quando nasciam, os pais estavam no comando; depois, os maridos. O cenário só começou a mudar quando elas passaram a se organizar e a lutar por liberdade e igualdade.
Neste livro, Marta Breen e Jenny Jordahl destacam batalhas históricas das mulheres — pelo direito à educação, pela participação na política, pelo uso de contraceptivos, por igualdade no mercado de trabalho, entre várias outras —, relacionando-as a diversos movimentos sociais. O resultado é um rico panorama da luta feminista, que mostra o avanço que já foi feito — e tudo o que ainda precisamos conquistar.

Nessa HQ iremos acompanhar a vida de diversas mulheres diferentes, mulheres que lutaram por um mundo melhor para outras mulheres, que sacrificaram seus corpos e suas vidas para alcançar coisas que nem sonhávamos que seriam realmente possíveis há alguns anos atrás.
Em apenas 128 páginas observaremos relatos interessantes, tristes, muitas vezes desconhecidos e até mesmo chocantes. 

Somos apresentados a mulheres que lutaram pelo direto do voto, de não sermos vistas como propriedades de nossos maridos, mulheres que lutaram contra a escravidão, o direito de trabalhar, e todo o tipo de opressão/submissão que fomos submetidas durantes séculos (ainda somos em diversas situações até hoje).
A Hq tem uma linguagem acessível, além de satirizar algumas situações, consegue passar sua mensagem de forma clara e fácil.

Temos espaço para falar do feminismo negro e como mulheres negras foram apagadas em diversas situações, também acompanhamos mulheres que gostavam de outras mulheres e como isso era visto naquela época. 
Tantas mulheres fantástica são apresentadas durante a leitura, que eu não consegui escolher apenas uma para citar, pois além da importância de todas para a história de luta das mulheres, cada uma teve um papel tão fundamental nessa luta, que citar apenas uma não seria nada justo.


Nesses 150 anos de luta percebemos o quanto nós conquistamos, mas ainda há muitas coisas que precisam ser revistas e analisadas.
Trata-se de uma leitura rápida e não vem lotada de informações a ponto de ficar cansativa, foi feita na medida certa para instruir e surpreender o leitor. 

Acabei lendo o livro em forma de ebook (pelo netgalery), então não tenho muito o que citar acerca do exemplar físico, mas pelas poucas fotos que eu vi, parece estar excelente 💙
As ilustrações são maravilhosas e gostei muito da editora ter trazido esse livro para o Brasil.

• Alice Aguiar • 30 anos, taurina, mora com o marido, dois hamster's e sua coleção de livros. Apaixonada por seriados, filmes, livros e quadrinhos.

2 comentários:

  1. Eu ando adorando este novo olhar sobre as mulheres! E estava lendo algo estes dias sobre o mercado literário já estar "reclamando" dessa demanda de livros que abordem o tema.
    Ao contrário disso(se for verdade) eu penso que cada vez, deveriam ser lançados livros, filmes e tudo que diz respeito a estas lutas. Antes silenciosas e hoje berrantes, de tantas mulheres que lutaram, lutam e ainda continuarão a lutar por direitos e deveres!!!
    Por isso, adorei o que li acima e o livro já está na lista de desejados faz um tempinho.
    Sim, a edição física é lindinha..rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi
    gostei da ideia do Hq, uma história sobre a luta das mulheres, que bom que gostou e realmente parece ser uma boa leitura.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir