Resenha: Cemitério Maldito [O Cemitério]


Autor: Stephen King
Editora: Suma
Número de Páginas: 424
Ano: 2019
Avaliação:  ☆☆☆☆
Sinopse: Louis Creed, um jovem médico de Chicago, acredita que encontrou seu lugar naquela pequena cidade do Maine. A boa casa, o trabalho na universidade, a felicidade da esposa e dos filhos lhe trazem a certeza de que fez a melhor escolha. Num dos primeiros passeios familiares para explorar a região, conhecem um "simitério" no bosque próximo a sua casa. Ali, gerações e gerações de crianças enterraram seus animais de estimação.
Para além dos pequenos túmulos, onde letras infantis registram seu primeiro contato com a morte, há, no entanto, um outro cemitério. Uma terra maligna que atrai pessoas com promessas sedutoras e onde forças estranhas são capazes de tornar real o que sempre pareceu impossível.

Nessa história conheceremos Louis e sua família. Louis se mudou com a família para uma cidadezinha do Maine, eles tem uma boa casa, ele irá trabalhar na universidade e sua família parece mais feliz que nunca. Louis tem certeza absoluta que fez a escolha certa ao aceitar o emprego, mas talvez as coisas mudem em breve.
Em um passeio em família juntamente com seu novo vizinho Jud, eles acabam descobrindo o "simitério dos bichos", um local onde as crianças da redondeza enterram seus animais de estimação há gerações, um lugar onde elas podem finalmente lidar com o luto a sua maneira. Elas limpam as lápides e vivem andando com certa frequência no local.

A esposa de Louis não se sente a vontade no lugar, ela tem certa fobia de morte e não quer que sua filha mais velha tenha de lidar com o assunto, por isso ela acaba ficando aborrecida com Jud pelo modo como ele aborda a situação.
Esse acontecimento acaba gerando uma discussão entre o casal, mas poderes ocultos começam a se esgueirar nas sombras e talvez falar sobre morte seja o menor dos problemas que eles terão. 

Jud sente-se em débito com Louis e por isso decide ajudá-lo. Após o gato da família ser atropelado, Jud leva Louis a parte sombria do "simitério", a parte que faz as coisas voltarem a vida. 
O gato não volta como antes. Agora ele tem prazer em estraçalhar animais e não cheira muito bem, algo está errado com ele, e Louis acaba tendo uma grande antipatia pelo bichano, pois não sente que é a mesma coisa. Como se o gato fosse uma nova criatura, algo maligno que não faz parte daquela família.

O problema realmente começa quando um terrível acidente assola sua família e ele sente-se novamente tentado a mexer na terra que guarda poderes ocultos. Louis será capaz de mexer na terra do cemitério indígena? E se as consequências de mexer com esse grande poder forem terríveis demais para ele lidar? E se o mal acabar despertando?
O livro conta com diversas situações sobrenaturais para alertar Louis sobre o cemitério, mas ele está completamente desesperado e talvez não escute a voz da razão. 

Nessa leitura lidaremos diretamente com a morte, a aceitação dela e como a mesma faz parte da ordem natural da vida.
Apesar de todo o terror temos cenas adoráveis entre Louis e sua filha Ellie. 
O livro tem diferenças enormes em relação ao filme, então se você está lendo com a esperança que seja o mesmo final, aviso desde já que não é.

Gostei muito da história, gostei da construção dos personagens e de como o terror foi instalando-se gradativamente na leitura.
Eu senti medo ao ler It a Coisa, mas esse até agora foi o livro que me deu mais medo. Inclusive cheguei a ter pesadelos.
O livro deixa o final em aberto, o que é um pouco frustrante, pois sou curiosa!

Obs: Infelizmente não posso opinar sobre a versão física, pois li o livro em ebook [foi disponibilizado pela plataforma NetGalley, pela editora]. 

5 comentários

  1. Olá, tudo bem? Eu assisti apenas ao filme, ainda não li o livro, porém tenho bastante vontade. Gostei de saber que o livro conta com uma história boa e bem construída. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Não tenho o hábito de ler livros de terror e horror, tenho certo receio e acabo nunca dando chance a uma obra, o que é algo que eu espero poder mudar e finalmente começar dar uma chance a esse gênero literário.
    Enfim, até hoje só li uma obra do King que é Sob a Redoma e quero ler outros livros dele. Já peguei alguns spoilers de Cemitério Maldito, mas mesmo assim pelo que a sua resenha me mostrou o livro é bem denso e envolvente até demais, ainda não sei se darei uma chance a obra ou não, mas com certeza gostei de conhecer um pouco mais do livro pela sua perspectiva!

    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir
  3. Oi Alice.

    Eu adoro a história deste livro. Minha edição foi publicada pela Objetiva, mas tenho muito carinho por ela, mesmo desejando essa edição nova. Gostei bastante da sua resenha e concordo com você sobre o final aberto, mas a história não deixa de ser sensacional.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. A cada resenha que leio dos livros do King fico com mais vontade de ler os livros dele. Por enquanto só li Carrie, a estranha e gostei. Enfim, dica mais que anotada, quem sabe eu consiga começar a perder o medo dos livros mais famosos do King e confira esse. Valeu pela dica.

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca lo Stephen King e muito disso pelo estilo literário, essas coisas de terror me fazem correr rsrs Mas para quem gosta, sei que ele é uma referência.

    ResponderExcluir