Resenha: Biblioteca H. P. Lovecraft - O Chamado de Cthulhu e Outras Histórias

maio 08, 2020


Autor: H. P. Lovecrat
Editora: Companhia das Letras
Número de Páginas: 448
Ano: 2019
Avaliação: ☆☆☆☆
Sinopse: Nascido em 1890, Howard Phillips Lovecraft revolucionou o gênero literário do horror ao inserir em suas histórias elementos típicos da fantasia e da ficção científica. Com um estilo de escrita único, por vezes de vocabulário e ortografia conservadores, Lovecraft elevou o terror a um patamar literário poucas vezes visto. Assim como Edgar Allan Poe no século XIX, Lovecraft é visto por autores como Neil Gaiman, Joyce Carol Oates e Stephen King como um dos principais autores de terror do século XX.
Neste primeiro volume da série Biblioteca Lovecraft, traduzida e organizada por Guilherme da Silva Braga, encontramos textos clássicos como O chamado de Cthulhu e A sombra de Innsmouth, e também textos menos conhecidos como Dagon (espécie de breve preâmbulo aos mitos de Cthulhu).

No primeiro volume da biblioteca H.P Lovecraft encontraremos diversos contos de criaturas antigas, deuses esquecidos e muito horror cósmico. Nesses contos o terror está presente e vai sendo contado detalhadamente, o que por muitas vezes chega a ser incomodo, pois o autor é exagera um pouco no excesso de detalhes.

Vemos o lado sombrio dos personagens em cada conto, temos criaturas insanas que deixam quem as vislumbra completamente afetado e isso é algo extremamente interessante, o medo que cada conto transmite quando alguém se depara com as criaturas do universo lovecraftiniano é fascinante. 
O terror descrito nos contos não é aquele que vai dar sustos igual aquelas cenas de filmes feitas para pular da cadeira, muito pelo contrário, ele vai crescendo aos poucos, vai sendo instigado e quando você menos espera está tomado pelo terror. 
Os contos são muito interessantes e distintos, mas claro não poderia faltar o famoso O Chamado de Cthulhu, que deu origem ao grande mito de Cthulhu. Nessa história conheceremos a entidade sobrenatural que faz com que apenas o seu vislumbre possa levar a loucura. 

Os contos se entrelaçam em alguns momentos, o que faz com que o autor acabe explicando algumas coisas e aumente ainda mais o universo, criando assim muitas coisas para serem exploradas. 
A leitura é rebuscada e contém descrições floreadas, e como já citei acima tive um problema com o excesso de descrição de detalhes, mas outras pessoas não tiveram, então pode ser que isso não incomode durante a leitura. 

Com uma edição de capa dura e extremamente linda, a editora acertou em cheio trazendo esses primeiros contos. Claro que um ou outro eu acabei gostando mais, porém eu nunca havia lido nenhum dos contos do autor por completo - apenas trechos -, então foi uma verdadeira surpresa ler está obra.
Reconheço o enorme peso que Lovecraft tem no universo do terror, não me tornei uma das fãs mais ardentes, mas gostei demais da experiência de ler os contos e pretendo continuar consumindo esse tipo de leitura. Tenho tentado ler mais terror e isso tem sido muito interessante. 

Um comentário

  1. Olá,
    Como vai?
    Eu li textos soltos do Lovercraft mas sempre quis ler uma obra inteira...gostei da resenha e da dica :)
    Fora que já vi várias pessoas vestindo camisas com referências a Cthulhu kkkkkkkkk

    Beijos e tenha uma excelente semana
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir