Vem Aí: Na Janela: Festival de Não Ficção 🌆

maio 23, 2020


A segunda edição do Festival Na Janela reúne uma série de conversas sobre literatura de não ficção com renomados autores brasileiros. Os debates acontecem de 22 a 24 de maio e serão transmitidos ao vivo em um canal no YouTube.
Para marcar o início do festival, foi lançado a gravação do evento realizado com o escritor israelense Yuval Noah Harari em novembro do ano passado.
Não deixe de acessar também a página do festival na Amazon, com descontos em vários títulos de não ficção nacionais e internacionais.

Confira abaixo um pouco sobre a programação do festival de 23 a 24 de maio. 


Djamila Ribeiro nasceu em Santos, em 1980. Mestre em filosofia política pela Unifesp e colunista da Folha de S.Paulo, foi secretária-adjunta da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. Coordena a coleção Feminismos Plurais (editora Pólen) e é autora de O que é lugar de fala, Quem tem medo do feminismo negro? e Pequeno manual antirracista.

Heloisa Buarque de Hollanda nasceu em Ribeirão Preto (SP) em 1939. É escritora e professora de teoria crítica da cultura na UFRJ. É autora e organizadora de muitos livros, dentre eles 26 poetas hoje (1976) e Explosão feminista (Companhia das Letras, 2018, vencedor do Prêmio Rio na categoria Ensaio).

Giulliana Bianconi é jornalista, cofundadora e diretora da Gênero e Número, organização de mídia que atua na interseção do jornalismo de dados, da pesquisa e do debate sobre direitos das mulheres. É também colunista de gênero na Época online.


Flávio dos Santos Gomes, professor da UFRJ, foi agraciado duas vezes com o Premio Literario Casa de las Américas por A hidra e os pântanos e O alufá Rufino (em coautoria com João J. Reis e Marcus J. M. Carvalho). Publicou dezenas de livros, coletâneas e artigos, e atua na área de Brasil colonial e pós-colonial, escravidão, Amazônia, fronteiras e campesinato negro.

Wlamyra R. de Albuquerque é mestre em história pela UFBA e doutora em história social da cultura pela Unicamp. É professora adjunta da Universidade Federal da Bahia e do programa de pós-graduação em história da Universidade Estadual de Feira de Santana. É autora de O jogo da dissimulação.

João José Reis é professor do programa de pós-graduação em história da UFBA. Dele, a Companhia das Letras publicou, entre outros, A morte é uma festa, pelo qual recebeu os prêmios Jabuti e Haring, Rebelião escrava no Brasil, O alufá Rufino e Ganhadores. Em 2017 o autor ganhou da ABL o prêmio Machado de Assis pelo conjunto da obra.


Mário Magalhães nasceu no Rio de Janeiro, em 1964. Jornalista e escritor, trabalhou em veículos como Tribuna da Imprensa, O Globo, O Estado de S. Paulo e Folha de S.Paulo. Pela Companhia das Letras, lançou Marighella: o guerrilheiro que incendiou o mundo, vencedor do Prêmio Jabuti de melhor biografia.

Lira Neto nasceu em Fortaleza, em 1963. Jornalista e escritor, venceu quatro vezes o Prêmio Jabuti de melhor biografia. Pela Companhia das Letras, publicou Padre Cícero, a trilogia Getúlio, Uma história do samba, Maysa e Castello. Mora em Portugal, onde cursa o doutorado em história na Universidade do Porto.

Karla Monteiro nasceu em Diamantina (MG). Com passagens por diversos veículos da imprensa brasileira, é autora de Karmatopia: uma viagem à Índia e coautora de Sob pressão: a rotina de guerra de um médico brasileiro. Em 2020, publicará a biografia de Samuel Wainer pela Companhia das Letras.


Ailton Krenak nasceu em 1953, na região do vale do rio Doce, território do povo Krenak. Doutor honoris causa pela UFJF, é um dos mais destacados ativistas do movimento socioambiental e de defesa dos direitos indígenas. É autor de Ideias para adiar o fim do mundo e O amanhã não está à venda.

Sidarta Ribeiro é mestre em biofísica (UFRJ), doutor em comportamento animal (Universidade Rockefeller), pós-doutor em neurofisiologia (Universidade Duke), professor titular de neurociência, fundador e vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN. Publicou dezenas de artigos científicos em periódicos internacionais. É autor de O oráculo da noite.

Carol Pires jornalista e roteirista, Carol Pires é mestre em Estudos Latino-Americanos pela Universidade Columbia, é colaboradora do jornal The New York Times e assina uma coluna no site da revista Época.

Um comentário