Resenha: A Prometida

 


Autora: Kiera Cass

Editora: Seguinte

Número de Páginas: 344

Ano: 2020

Avaliação:  ☆☆ 

Sinopse: Quando o rei Jameson se declara para a Lady Hollis Brite, ela fica radiante. Afinal, a jovem cresceu no castelo de Keresken, competindo com as outras damas da nobreza pela atenção do rei, e agora finalmente poderá provar seu valor.
Cheia de ideias e opiniões, logo Hollis percebe que, por mais que os sentimentos de Jameson sejam verdadeiros, estar ao seu lado a transformaria num simples enfeite. Tudo fica ainda mais confuso quando ela conhece Silas, um estrangeiro que parece enxergá-la ― e aceitá-la ― como realmente é. Só que seguir seu coração significaria decepcionar todos à sua volta…

Hollis está diante de uma encruzilhada ― qual caminho levará ao seu final feliz?

Lady Hollis Brite é uma decepção para seus pais. Os mesmos desejam ascender no reino de Coroa e fariam qualquer coisa para alcançar isso, mas Hollis pensa diferente. A garota vive tranquilamente satisfeita com sua posição e passa seus dias ao lado da melhor amiga Delia Grace.
Hollis vive sua vida na corte e acompanha os diversos interesses amorosos do Rei Jameson, mas um belo dia ao cair nos braços do Rei sua vida muda completamente. 

Jameson passa a flertar com Hollis e pelo visto seus esforços parecem ser recíprocos a medida que o tempo vai passando. Todos na corte sabem que o Rei precisará se casar em breve e talvez o empenho que ele esteja aplicando em Hollis só pode significar algo ..porém esse casamento não é do agrado de alguns. Casar com Hollis não é nada vantajoso politicamente falando e existem pessoas mais bem "qualificadas" para ocupar esse lugar.

Alguns refugiados do reino rival acabam chegando em Coroa, e um deles desperta o interesse da jovem instantaneamente. 
Silas fugiu com sua família de Isolte, o reino é governado por um despota e quem não agradar seu governante pode ter um fim terrível. A família dele jura fidelidade ao Rei Jameson assim como os demais refugiados, e isso permite que eles vivam em Coroa, mas e se Silas acabar com o futuro casamento do Rei?

Desde o encontro entre Silas e Hollis eles não conseguem parar de pensar um no outro. Será que ela está mesmo apaixonada pelo Rei? Ser Rainha exige diversos sacrifícios e se Hollis não estiver preparada para tal coisa? E se o que ela sente por Silas for algo momentâneo? Hollis começa a ficar confusa em relação aos seus sentimentos e seu coração entra em uma batalha para decidir com quem ela irá ficar.

Infelizmente a história começa a ficar horrível quando Silas aparece - não que estivesse tudo indo as mil maravilhas anteriormente. Mas, em um momento o Rei era amoroso e interessante, no outro a autora parece que resolveu estragá-lo para transformar Silas em um interesse amoroso mais agradável. 
Silas é completamente inútil nessa história, eu não consegui entender como Hollis ficou perdidamente apaixonada por ele e infelizmente esse triangulo amoroso foi muito mal trabalhado, foi jogado de qualquer jeito na trama e o leitor que se vire.
Hollis é uma personagem desinteressante, um pouco mimada e fútil, nada nessa história é agradável e até mesmo a personagem secundária - Delia Grace - é mais interessante que Hollis.
 
As Rainhas do reino Coroa eram vistas como lendas femininas e o livro tem com o objetivo exaltar o feminino, mas falha miseravelmente. Toda relação feminina vista aqui é um pouco problemática, isso me incomodou demais. 
Os diálogos femininos existem apenas para fazer média na tabelinha de assuntos importantes, mas não são devidamente desenvolvidos e se perdem na trama como se nunca houvessem existido.
Outra coisa horrível são os pais de Hollis, só aparecem para brigar e somem, querem status e brigam por coisas banais, não tem nada para acrescentar na história, nem mesmo um pouco de crescimento pessoal.

Vemos uma tentativa de trazer trazer conflitos políticos para a trama, mas ainda assim não deixou a história interessante. Ao ler esse livro não imagino o que a autora tentou fazer, mas ela simplesmente não conseguiu desenvolver nada, não valeu a pena insistir na leitura.
O livro é completamente sem graça e apesar de ter gostado um pouco da capa, nada foi interessante.
Não encontrei erros enquanto lia e sinceramente não pretendo ler a continuação, a autora terá que fazer algo épico se quiser consertar o fiasco que foi esse livro. 

Vale lembrar que essa é a minha opinião, eu posso não ter gostado da leitura, mas conheço pessoas que gostaram, então cabe ao leitor escolher se deseja ou não embarcar nessa trama!

“Eu tinha dito que ele não me deixaria queimada. E ainda acreditava nisso. Se eu acabasse em chamas, seria por minha própria culpa”.

0 comentários ♡