Resenha: 4 homens em 44 capítulos


Autora: BB Easton

Editora: Paralela

Número de Páginas: 260

Ano: 2021

Avaliação:  ☆☆☆ 

Sinopse: 4 homens em 44 capítulos é um irreverente e espirituoso livro de memórias que resultou de experiências malucas, recheado de episódios divertidos e cenas muito, muito quentes.

Depois de anos tentando apimentar minha vida sexual, resolvi me contentar com um diário sobre aventuras do passado. Talvez meu marido, um nerd lindo e frio, só não fosse capaz de sentir a paixão que eu esperava, já que era totalmente diferente dos meus ex-namorados supertatuados e tarados. Bom, se eu não podia ter o amor que desejava na vida real, pelo menos podia escrever sobre ele no diário. Seria meu segredinho.
Mas adivinha? Meu marido leu tudo. E sabe o que mais? Depois disso, ele foi tomado pela paixão, se é que você me entende.
A partir daí, resolvi seguir o conselho da minha melhor amiga e usar o diário para manipular o comportamento dele. Eu só queria convencê-lo a: me dar um apelido fofo; me elogiar mais; fazer sexo selvagem e apaixonado; e fazer uma tatuagem completamente amadora do meu nome e/ou rosto em uma parte do corpo bem visível!
Não é pedir demais, é? O que poderia dar errado?

Nessa história acompanharemos as aventuras sexuais de BB e seu casamento. A autora é mãe de dois filhos, casada e psicóloga, ela tem um bom casamento, mas seu marido é muito frio na cama e no dia a dia.
BB decide escrever um diário sobre suas aventuras sexuais para passar o tempo e seu marido acaba lendo, logo após a leitura Ken mudou drasticamente, BB chegou até a pensar que ele pediria o divórcio, ele está sendo mais atencioso, mais carinhoso e tentando demonstrar mais seus sentimentos. Depois desse acontecimento, BB procura sua amiga Sarah que também é psicóloga e as duas tem a ideia de usar o diário como um meio de induzir o comportamento alheio, fazendo assim com que Ken aja de determinada forma.

Com isso em mente, BB começa a escrever um diário com cenas bem elaboradas e até um pouco exageradas para que Ken possa ler escondido, com isso elas esperam que Ken possa melhorar. Enquanto isso o verdadeiro diário com as memórias reais está bem escondido no computador e vale lembrar que Ken não sabe o que BB está fazendo. 

BB foi uma garota que cresceu completamente livre, seus pais estavam mais preocupados com entorpecentes do que com ela, por isso BB cresceu sem qualquer direção, ela apenas vivia intensamente e foi assim que ela conheceu seu primeiro namorado, o skinhead Knight. O garoto odiava todo mundo, na escola todos tinham pavor dele, mas quando Knight estava com BB ele a tratava feito uma princesa, ele não parecia nenhum pouco aquele garoto revoltado que todos conheciam. Mas, apesar de tudo BB tinha consciência que o relacionamento não era muito saudável e não sabia como poderia sair dele. 
Foi ai que BB conheceu Harley James e logo percebe que existe uma possibilidade de escapar do relacionamento atual, e aos poucos vamos passando pela vida de BB e conhecendo cada um dos seus ex namorados. 

Se o leitor prestar atenção todos os homens tem o mesmo padrão abusivo e a autora diz diversas vezes que escolheu o marido para fugir daquele padrão, o que dá a entender que ela escolheu o marido apenas fugir dos relacionamentos abusivos, mas ela afirma em várias passagens que ama o marido, mas em alguns trechos volta a repetir que escolheu Ken para fugir do padrão de homens tóxicos que sempre estavam ao seu redor. Confesso que isso é bastante confuso, afinal ama ou está com ele porque é a "melhor escolha"?

O relacionamento entre BB e Ken é acomodado, é o típico relacionamento em que o casal já "cumpriu seu propósito" (casar e ter filhos), e agora estão juntos apenas por estar, mal conversam direito e depois que Ken lê o diário ele se esforça para melhorar, mas achei a trama toda problemática, pois ela como psicóloga poderia conversar mais com ele. Sei que muitas coisas nessa história são fantasiosas, mas achei diversos momentos problemáticos entre o casal e sinceramente acho que eles precisam de terapia.
No geral foi uma boa leitura, as cenas hots são bem descritas, temos muitas cenas engraçadas e fiquei envolvida até certo ponto, mas fiquei com aquela sensação que o casal precisava ter uma conversa franca antes dela expor ele a um experimento para "consertar seus defeitos".
Vale lembrar que 4 homens em 44 capítulos é uma história recomendada para adultos, inclusive isso é bastante reforçado no livro devido a quantidade de drogas, sexo e o excesso de palavrões. 

O livro foi disponibilizado para mim através da plataforma netgalley, por isso não posso opinar acerca da edição física. 
Inclusive confesso que não assisti o seriado da netflix, pois não fiquei interessada depois de ler o livro, sinceramente minha cota com a história chegou no limite e não estou nenhum pouco interessada em assistir. 

“Eu pretendia fazer uma dedicatória ao meu marido, mas, como ele não sabe e nunca deve descobrir que este livro existe, decidi dedicá-lo a você, minha querida leitora” 
“Embora possa ser o fim do meu diário super particular que Ken nunca, nunca pode ler, se me conheço bem, essa é só a primeira em uma série de experiências psicológicas imorais a que vou submeter meu marido para tentar fazer com que ele expresse seu amor por mim.”

0 comentários ♡