F Resenha: Oito Detetives | Seguindo o Coelho Branco

Resenha: Oito Detetives

agosto 19, 2021

 

Autor: Alex Pavesi 

Editora: Faro Editorial 

Número de Páginas: 288

Ano: 2021

Avaliação:  ☆☆☆☆

Sinopse: Existem regras para mistérios em que há um assassinato. Deve haver uma vítima. Um suspeito. Um detetive. O restante é apenas embaralhar a sequência de fatos para enganar o leitor. O matemático Grant McAllister resolveu esse raciocínio para escrever sete histórias de detetive calculando as diferentes ordens e possibilidades. E, por trinta anos, essas histórias pareceram perfeitas aos olhos de todos. Agora, vivendo recluso numa remota ilha do Mediterrâneo, vendo a vida passar, ele é descoberto por Julia Hart, uma editora ambiciosa e esperta. Julia quer republicar o livro de Grant, mas nota muitos pontos inconsistentes, quase propositais. Aos olhos de uma profissional, parecem pistas de crimes reais... Ela decide investigar. Em uma batalha intelectual com um adversário perigosamente inteligente, Júlia percebe que há um mistério maior por trás dos livros... Grant deixou as pistas para conectar os livros ou assassinatos da vida real? Toda investigação parte de evidências. Mas, e se elas fossem disfarces de algo mais grave?

Grant McAllister escreveu sete histórias distintas sobre detetives, todos os casos envolvem um problema matemático e todas as histórias foram feitas para mexer com a mente do leitor. Então por trinta anos essas histórias foram um grande sucesso, tudo parecia perfeito, mas ao que parece Julia Hart acabou de descobrir algo grandioso.

Julia Hart é uma editora, ela deseja republicar o livro de Grant, mas acaba notando algumas coisas na história e ao que tudo indica as pistas que foram colocadas no livro parecem pistas de crimes reais, por isso Julia decide investigar. Ela sabe que existe um mistério por detrás daquele livro, e se esse mistério for muito maior do que ela imagina? E se essas pistas a levarem para algo terrível?

Julia começa a ler as histórias e notas as inconsistências, apesar de Grant tentar desconversar e apontar que seu humor na época pode ter causado tais inconsistências. Júlia acredita que existe algo escondido naquele livro e é nesse momento que ela dá de cara com um assassinato não resolvido em 1940. 
Trata-se de um livro dentro do outro, a medida que você vai acompanhando a saga de Julia em tentar desvendar esse mistério, vamos acompanhando as histórias escritas por Grant. Em alguns momentos o foco e o ritmo da leitura irão ficar diferentes, por isso é bom ter um pouco de atenção ao acompanhar a história. 

Apesar de ter gostado muito da leitura, gostaria de ter visto mais sobre a trama da Julia do que acompanhar os contos de Grant. Talvez se os contos fossem acrescentados de outra forma eu teria me envolvido muito mais.
Essa história é um grande quebra-cabeça que precisa ir sendo montado aos poucos, em alguns momentos você pode acreditar que está com a peça certa, mas vai errar, por isso atenção aos detalhes.
Foi uma leitura fluída na medida do possível e a reviravolta foi interessante, realmente um livro que me surpreendeu positivamente.

Não encontrei erros enquanto lia, como sempre a editora de parabéns. Se você gosta de um bom suspense, com ótimas referências e que desafie o leitor, essa com certeza é uma leitura para você.

“Porque teorias nunca são fatos. E cada um deve ser confirmada por várias provas.”


Postar um comentário