Resenha: Acorda Pra Vida, Chloe Brown - As Irmãs Brown

dezembro 15, 2021

 

Autora: Talia Hibbert

Editora: Paralela 

Número de Páginas: 296

Ano: 2021

Avaliação:  ☆☆☆

Sinopse: Depois de quase ser atingida por um carro em alta velocidade, Chloe Brown se deu conta de que seu obituário seria um tanto entediante. Para reverter essa situação, ela decide montar uma lista de atividades necessárias para finalmente "acordar para a vida". Mudar assim não é nada fácil, mas, para sua sorte, Chloe encontra alguém que — mesmo a contragosto — pode ajudá-la nessa missão. Seu vizinho Red Morgan é um motoqueiro misterioso, que tem várias tatuagens e mais sex appeal que uma estrela de Hollywood.
No entanto, um acordo leva Chloe e Red a se aproximarem e perceberem que suas primeiras impressões um do outro estavam erradas. E que, mesmo com traumas do passado e receios quanto ao futuro, o amor nunca perde a chance de surpreender.

Nesse primeiro volume da trilogias As Irmãs Brown, iremos conhecer a história de Chloe Brow. Chloe demorou para ser diagnosticada com fibromialgia, as dores acabaram limitando sua vida e tornando-a uma grande obcecada por controle/planejamento. Mas, quando sua vida passa diante dos seus olhos ao ser quase atropelada por uma motorista bêbada, Chloe decide montar uma lista de coisas para fazer, com o intuito de "acordar para a vida". Ela não fez absolutamente nada, não viveu aventuras e teve uma vida sempre controlada pela dor, mas Chloe deseja viver intensamente e se tivesse morrido naquele momento seu hipotético obituário seria completamente sem graça. 

Chloe acaba pedindo a ajuda de seu vizinho/zelador Red, ela precisa completar aquela lista e tornar-se uma nova mulher, alguém mais poderosa e cheia de atitude, alguém que sabe viver. 
Com o passar da leitura vamos conhecendo um poucos mais sobre os personagens, Red passou por um relacionamento abusivo, ele faz alguns comentários ou tem lembranças durante a leitura, nada que seja pesado para o leitor. 

A atração entre os personagens é evidente desde o começo, mas confesso que não senti química entre eles, ficou mais parecendo que Chloe queria fazer birra porque um homem bonito estava olhando para ela e a mesma não sabia como agir, e Red parecia aqueles garotos da 5º série que provocava a menina que gostava falando besteira. Creio que a autora tenha mirado no hate to love e acertado em outra coisa.

Eu senti uma dependência emocional muito grande entre os personagens, achei o romance sem graça e algumas coisas no relacionamento deles não encaixava, sem contar que o Red sexualiza qualquer coisa, absolutamente qualquer uma e eu entendo que o romance é +18, mas sabe quando a coisa não funciona? Foi assim nesse livro!
As aventuras de Chloe não tiveram tanto destaque, a autora focou em coisas que não mereciam tantos detalhes e as discussões não tinham muito sentindo, parece que estavam acontecendo apenas para encher o enredo. 

Acredito que a autora não sabe falar palavrão, haviam palavrões em diversos momentos que não faziam sentindo, era forçado, como se ela precisasse encaixar um palavrão a cada momento, não soava natural. Sem contar que eles são adultos e parecem adolescentes o livro inteiro. 
Como se não bastasse tudo isso, o livro separa as falas por aspas, isso é algo que me incomoda muito durante uma leitura. 
Houveram momentos divertidos, uma ou outra coisa interessante, mas juntando tudo isso a leitura foi tornando-se horrível e eu vou ser sincera eu li rápido .. completamente na força do ódio. Essa foi uma leitura que dividiu muitas opiniões, mas faço parte do grupo que acredita que esse livro não merece todo o hype que colocaram nele. 

O livro foi disponibilizado para mim através da plataforma netgalley, por isso não irei comentar acerta da edição física. 

*Leia e tire suas próprias conclusões.

4 comentários

  1. Olha, quando li a sinopse fiquei super interessada, mas acabei desanimando, porque as coisas que te incomodaram me incomodariam tb, com certeza (exceto pelas aspas. Eu leio muitos livros em inglês, então tô acostumada com isso, hehe). Uma pena que não tenha sido tão bom quanto vc esperava...

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Gostei muito de saber da sua opinião a respeito do livro, eu não conhecia ia dizer que amei a capa, amei mesmo hahahaha, mas pena que o livro não foi o que você esperava, e também já livros assim só para terminar a leitura rsrsrs
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho o livro físico na estante, mas só devo ler no próximo ano, pois Dezembro agora sou uma negação e não ando lendo nada rs
    Mas é um livro que dividiu opiniões e eu gosto quando isso acontece.
    Eu particularmente, espero gostar.
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Li umas outras resenhas apontando osesmos problemas. Aí tenho paciência pra moça endeusando boy por beleza não.
    Uma pena pq era um dos que fiquei mais ansiosa pra ler.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir