12 dezembro 2016

Resenha: Dez Formas de Fazer um Coração se Derreter - Os Números Do Amor


Autora: Sarah MacLean
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 352
Ano: 2016
Avaliação☆☆☆
Sinopse: Isabel Townsend não é exatamente o que se espera da filha de um conde. Apesar de ter a pele delicada e de saber se portar como uma dama quando necessário, a jovem também monta a cavalo, conserta telhados, administra a propriedade e cria o irmão caçula desde que a mãe faleceu – tudo isso sem despertar a menor suspeita de que não há um homem sequer para cuidar de sua família.Para o pai dela, que só queria se divertir e gastar dinheiro em jogatinas, pouco importava o que ela fizesse. Porém, quando ele morre, Isabel se vê sem recursos e precisa defender os direitos do irmão, ameaçados pela chegada iminente de um tutor. Assim, não lhe resta saída senão vender sua coleção de estátuas de mármore, o único bem que herdou.
Para sorte sua, um especialista em antiguidades acaba de chegar ao condado. Inteligente e sensual, lorde Nicholas St. John é um solteiro convicto que deixou Londres para se livrar das jovens que passaram a persegui-lo desde que foi eleito um dos melhores partidos da cidade.Em poucos dias, fica claro para Nick que Isabel é a mulher mais obstinada e misteriosa – além da mais interessante – que já cruzou seu caminho. Ao mesmo tempo, ao conhecê-lo melhor, a independente Isabel percebe que há homens em que vale a pena confiar. Enquanto eles põem de lado suas antigas convicções, seus corações se abrem para dar uma chance ao amor.

Isabel Townsend é a filha de um conde, mas diferente das outras filhas de condes que conhecemos por ai, Isabel faz tudo que uma dama não costuma fazer. Ela conserta telhados, monta a cavalo, usa calças masculinas para suas atividades "incomuns" e administra uma casa onde abriga mulheres que precisam de um lugar para ficar. Geralmente as mulheres que Lady Isabel ajuda são aquelas que fogem de maridos violentos ou de outros destinos cruéis.

Lady Isabel tenta de tudo para fazer o seu melhor e cuidar das garotas que ela abriga, mas a chegada de Georgianna acaba mudando tudo isso, pois a jovem é procurada por ninguém menos que Bulan, um antigo nome por qual o Lorde Nicholas St. Jonh é conhecido. Claro que Georgianna não tem culpa de Nick ir atrás dela, mas isso pode até ser uma coisa boa no final das contas!

Lorde Nicholas decide agir como bulan novamente a pedido do irmão de Georgianna que não sabe porque a irmã fugiu de casa, sem contar é claro que o Lorde não aguenta mais andar pelas ruas da cidade e ser perseguido por mulheres. Nick teve seu nome e atributos divulgados em uma revista feminina que tem como o intuito ajudar as moças a conseguirem um bom partido para casar.
Nick não aguenta mais ter que fugir de mulheres que desejam casar-se com ele e decide aceitar o pedido do irmão de Georgianna. É nesse cenário que Nick conhece Isabel. 

O casal acaba encontrando-se de modo brusco e violento, pois Nick salva Isabel de um acidente que poderia tê-la matado. Com isso ela descobre quem ele é, mas ao contrário das demais moças, ela não está atrás de um marido e sim de alguém para avaliar sua coleção de estatuas que ela decide finalmente vender. Apenas com a venda dessas estatuas que ela tanto ama conseguirá o dinheiro necessário para manter não apenas ela como também as meninas que protege, e seu irmão de dez anos, o pequeno Conde de Reddich.
Se o pai de Isabel e de James não tivesse sido um viciado em apostas, talvez os irmãos tivessem um futuro melhor, mas o destino deles é bem diferente já que eles estão praticamente na miséria. 

O casal não é dos melhores, pois Nick não resiste a uma mulher em apuros e acha que precisa o tempo todo proteger a mulher em questão, o que acabou me irritando em algumas situações, para não dizer quase todas. E Isabel além da enorme teimosia, acaba tendo uns rompantes desnecessários em vários momentos. 
Poderia ser uma história melhor, mas a falta de química entre o casal e como a história foi caminhando me incomodou. Por ter gostado muito do que eu vi no livro anterior, eu achava que gostaria da história de Nick na mesma proporção que eu gostei do outro livro, mas não foi esse o caso. 

O final não me agradou tanto quanto eu gostaria. Eu entendo por tudo que cada personagem passou, mas não vi necessidade e muito menos motivo para um romance. Acho que poderia ter sido trabalhado melhor a forma como eles foram atraindo-se um pelo outro, afinal havia alguns dramas desnecessários que acabaram deixando a história maçante em vários momentos. 
No mais foi uma leitura razoável, não encontrei qualquer erro e a diagramação está ótima como sempre. A capa segue o estilo do livro anterior e espero que a próxima história seja melhor que essa. 

2 comentários

  1. eu gostei muito da trama, é bem envolvente e sou apaixonada por romances açucarados assim,então creio que por isso tenha se tornado uma leitura tão proveitosa
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. menina sou muito exigente em tudo que leio kkk posso amar, mas tomou um rumo esquisito eu já começo a ficar puta da vida.

      Excluir

Seja bem vindo ao blog e obrigada por comentar!