Resenha: Uma Morte Horrível


Autora: Pénélope Bagieu
Editora: Nemo
Número de Páginas: 128
Ano: 2016
Avaliação:  ☆☆☆☆
Sinopse: Zoé trabalha em excesso e ainda precisa suportar o namorado desempregado e grosseiro. Até que cruza o caminho de Thomas, um escritor de sucesso à procura de inspiração.Nada intelectual, ela não sabe diferenciar Balzac de Batman, mas vai ter que ficar esperta... porque Thomas esconde um segredo que coloca Zoé no meio do que pode se tornar o escândalo literário do século.
De uma das quadrinistas mais conhecidas da França, Uma Morte Horrível é uma história de amor e ambição com uma heroína inesquecível.

Zoé vive uma vida sem graça. Mora com um namorado que não ama, que além de grosseiro é extremamente preguiçoso, pois depois que ficou desempregado passa o dia todo em casa vendo televisão. 
A jovem trabalha em um emprego que não gosta e um belo dia acaba entrando na vida de um excêntrico escrito e logo tudo começa a mudar.
Thomas não sai de casa, vive uma vida completamente reclusa e é o extremo oposto de Zoé. Enquanto ela é falante e não tem qualquer conhecimento ou gosto por literatura, Thomas é um intelectual e introvertido. 

Thomas está passando por um bloqueio criativo, mas começa a ficar inspirando quando Zoé entra em sua vida. Ele começa a passar seus dias escrevendo e Zoé sente falta do mundo lá fora; eles não saem e ficam apenas em casa, e isso a está deixando completamente maluca, ela não consegue entender porquê ele não quer sair de casa. 
As coisas entre eles dois mudam de uma hora para a outra quando uma terceira pessoa surge na história e Zoé fica bastante incomodada com a presença da mulher. 
Um belo dia Zoé acaba indo até uma livraria e descobre o segredo de Thomas! Esse talvez seja o maior escândalo literário de todos os tempos, talvez ela não deva guardar esse segredo.

Nessa história nada é o que parece, pois a medida que o leitor vai acompanhando a história de Zoé vemos os personagens mostrando suas verdadeiras intenções e vamos conhecendo suas personalidades mais a fundo. 
A autora tem traços delicados e usa tons leves em suas ilustrações. Tudo muito meigo se comparado a atmosfera da história.
O final realmente me surpreendeu, eu nunca imaginaria que chegaria a esse ponto. O título com certeza faz jus ao final da leitura.

É possível acompanhar o amadurecimento de Zoé através das ilustrações de forma leve/gradual, no começo ela é bastante apagada e sem vida, mas com o decorrer da leitura tudo isso vai mudando de forma sútil até chegar no final inusitado. 
Se você é um fã de Graphic Novels ou quer começar a aventurar-se nesse mundo, sugiro que dê uma olhada nesse leitura, pois vale muito a pena.
A edição está ótima e o trabalho feito pela editora está de parabéns!


• Alice Aguiar • 30 anos, taurina, mora com o marido, dois hamster's e sua coleção de livros. Apaixonada por seriados, filmes, livros e quadrinhos.

7 comentários:

  1. Como sou fã assumida de ilustrações, estou aqui, encantada com as que vi acima! Não conhecia o livrinho, mas já quero muito conhecer Zoé e suas descobertas.
    Isso de ter uma vida que não se deseja, foi meio que identificação total.rs
    Por isso, vai para a lista de mais desejados.
    Diagramação lindíssima.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Tem um jeitinho bem pacato no começo, os dois personagens são bem comuns e confesso que isso me soou muito com histórias clichês que fujo. Mas gostei de ver que depois tem mais na trama. Segredos, um aprofundamento e um final legal. Chamou atenção pelo título e deixou curiosidade pra entender esse nome.

    ResponderExcluir




  3. Oi, Alice!
    Eu amo histórias onde o casal protagonista possuem personalidades opostas, e que bom saber que há um amadurecimento na Zoé no decorrer da história, ninguém merece uma protagonista apagada... Ah, fiquei mega curiosa para desvendar o segredo do Thomas!
    Amei os traços delicados e as cores leves da autora, muito lindo. ❤
    Abraços, valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  4. Oiee!
    Mesmo o livro sendo interessante (do seu modo), ainda assim não consigo me conectar com ele, infelizmente não lerei, deixo pra quem gostou mesmo, não foi o meu caso.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Eita que essa resenha me deixou bem empolgada, embora os desenhos pareçam ser bem fofos, a história não me parece tão açucarada assim, a começar por esse título, fiquei curiosa com esse final, e em como os personagens vão se revelando no decorrer da história.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Feliz Ano Novo!
    Parece uma história descontraída (pelas ilustrações) e, ao mesmo tempo, um pouco tensa (pelo título). Mas já estou com centenas de livros para ler.

    ResponderExcluir
  7. Eu ia falar que já tem um bom tempo mas ainda foi neste ano e eu gostei muito da proposta de leitura era algo fluido e cativante Que contava uma história interessante e bem movimentado da protagonista e eu gostei de como ela Age com os seus término de relacionamento

    ResponderExcluir